Como cobrar uma dívida de trabalho no cartório?

Como cobrar uma dívida de trabalho no cartório? (Foto: internet)

Há um jeito bem eficiente para cobrar uma dívida e que agora ela pode ser acessível para um número maior de pessoas. Essa é uma novidade que é válida para os títulos que venceram há um máximo 1 ano. Permite que quando o interessado comparecer aos 10 cartorio de protesto, apresente os títulos para cobrança sem precisar pagar nada.

Assim, o credor não vai mais precisar antecipar as suas despesas do Cartório, como costumava ser feito até o final do ano passado. Esses custos agora são pagos totalmente pelo devedor, o que facilita o processo para quem quer cobrar uma dívida de trabalho diretamente no cartório.

Se você é profissional de MEI, liberal, pessoa física ou jurídica, vai poder usar a ferramenta de cobrança que já demonstra ser a mais eficiente de todas e agora também vai ser a opção mais barata. As empresas que apresentam um grande volume de títulos também vão ser beneficiadas, pois passam a pagar somente o valor cobrado pela gravação eletrônica, sem precisar pagar as despesas dos Cartórios antecipadamente.

Por que o Protesto funciona?

O Protesto é uma vantagem pois vai buscar resolver de uma maneira amigável os conflitos. Ele vai notificar o devedor, também dando um prazo adicional para que ele possa quitar a dívida ou também contatar o credor.

É uma tecnologia que vai ser oferecida tanto para o credor quanto para o devedor, assim, podem resolver tudo online. Não vai forçar a lei a favor de quem vendeu ou trabalhou e não recebeu. Vai respeitar todos os direitos do devedor e do credor também, garantindo maior segurança jurídica para aqueles que estão envolvidos.

Assim, para resolver tudo isso, há um prazo de 3 dias, onde 3 de 4 dívidas conseguiram ser resolvidas. Ele funciona de maneira bem simples, sem ter custos para o credor. Por isso, pode ser utilizado todos os benefícios que são oferecidos por um Cartório de Protesto para ter ainda mais uma vantagem.

Cartório de protesto

O cartório de protesto funciona como um lugar que vai formalizar a falta de pagamento de uma dívida. O credor que faz um trabalho e não recebeu por ele, pode recorrer a este local para tentar receber o seu pagamento. Se nenhuma das intimidações ao devedor tiverem resultados, há o lançamento de um edital com o nome do devedor.

Assim, a dívida também vai precisar ser paga, com a exigência de que o pagamento seja feito em até 3 dias. Depois de passar esse tempo, se a dívida não for paga, o título é protestado. Um diferencial de quando se protesta uma dívida em cartório é que ela não vai ter um prazo de validade. Por isso, para que o protesto não exista mais, a dívida tem que ser paga.

Há diversos títulos que podem ser protestados. Para isso, a dívida que deseja ser cobrada precisa ser apresentada de um protesto, sendo fundamental que o credor proteste essa dívida em um cartório que esteja localizado na cidade do devedor.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.