Category Archive Trabalhos autônomos

O que fazer para sobreviver durante a crise do coronavírus?

A pandemia do novo coronavírus trouxe uma grande crise financeira para a economia mundial. Aqui no brasil essa crise é claramente vista com a classe mais pobre em que muitos estão fazendo de tudo para sobreviver com um salário mínimo.

Mas quando o trabalhador perde seu emprego em meio a essa crise, o que fazer?

Foi o que aconteceu com milhares de brasileiros e muitos perderam o direito de ter um lar e alimento na mesa. Você também está desempregado e procurando meios para sobreviver a tudo isso?

Vai gostar de saber que neste artigo vamos dar algumas dicas práticas do que pode ser feito nesse momento tão difícil para sobreviver a essa crise. Confira!

Não faça novas dívidas

Se você já está passando por uma crise econômica, não pode contrair novas dívidas. Sempre que vier a vontade de comprar um produto ou serviço, pergunte-se se tal coisa é mesmo necessária e indispensável.

Há coisas que não podemos deixar de comprar, mas outras podemos abrir mão durante um determinado período. Sendo assim, evite a armadilha de se recompensar de vez em quando.

Sempre que for necessário comprar um produto, faça antes uma pesquisa para encontrar o melhor preço.

Economize nos gastos

A economia de gastos precisa começar o quanto antes. Cada centavo desperdiçado vai fazer falta nessa crise econômica, especialmente se você estiver desempregado.

Economize água, luz e gás. Se possível, renegocie dívidas como internet e telefone. Evite também usar os transportes por aplicativo ou táxi, dando preferência aos ônibus.

Ao fazer compras, procure sempre por descontos e promoções. Se for usar o cartão de crédito, dê preferência para aqueles que possuem alguma vantagem.

Hoje em dia é possível encontrar uma credora que disponibilize cartão de crédito para negativado autônomo e muitos desses, são de bancos digitais, que oferecem cartão sem taxa nem anuidade.  

Qualquer economia que puder ser feita será de grande importância para cobrir outras despesas.

Busque por renda extra

Mesmo que você tenha um trabalho, nada impede você de fazer uma renda extra para complementar a renda e sobreviver a essa crise.

A renda extra pode ser feita dentro do seu lar, na rua, ou em qualquer outro lugar. Você pode vender coisas usadas, lanches, espetinho, trabalhar na internet e muitos outros.  

Outra dica para fazer uma renda extra é trabalhar como freelancer de vez em quando. Por exemplo, você pode trabalhar de garçom em eventos ou trabalhar como redator para blogs. Existem várias formas de trabalhar nessa modalidade e gerar alguma renda.  

Mude alguns hábitos

É preciso mudar alguns hábitos para sobreviver à crise do coronavírus. Mas como assim?

Digamos que você tem o hábito de sair todo fim de semana com a família ou para jantar com a esposa. Isso precisa mudar! Procure fazer atividades de lazer em casa, que não gaste muito. Assim, você vai conseguir economizar e arcar com as despesas sem tanto trabalho.

Troque alguns alimentos

A alimentação também precisa ser repensada. Se você tinha hábito de comer certos tipos de frutas, troque por aquelas que são da época. A mesma dica serve para verduras e legumes. Dessa forma você consegue uma economia significativa.

4 ideias para quem deseja começar a empreender no ramo de eventos

O mercado de eventos é um dos poucos que continuam crescendo mesmo em cenários econômicos desafiadores, portanto, é uma ótima opção para quem deseja se manter em um negócio estável.

Existem vários segmentos que podem trabalhar direta ou indiretamente com eventos e estar por dentro deste mercado que está em constante expansão, e foi pensando nisso que separamos algumas ideias para quem deseja empreender neste ramo. Confira!

1. Cerimonial ou assessoria de eventos

Em eventos de grande porte, como festas de 15 anos ou casamentos, por exemplo, a organização é primordial para que tudo saia conforme o planejado.

Dificilmente os noivos, aniversariantes, ou responsáveis pela festa tenham tempo ou condições de conferir constantemente se tudo está andando corretamente. Por isso, um profissional que possa coordenar o evento se torna indispensável.

O assessor ou cerimonial para casamentos é a figura que vai garantir que o buffet sirva os pratos na hora certa, que a equipe de decoração faça tudo corretamente, que o DJ toque as músicas solicitadas pelo cliente, e todo o resto para que os donos da festa possam aproveitar a comemoração.

2. Serviço de buffet e coffee break

Quem trabalha ou se interessa em gastronomia tem muitas chances de se dar bem no ramo de eventos, principalmente se investir e se dedicar a um nicho específico.

Qualquer tipo de evento conta com algum tipo de refeição que, em geral, é contratada separadamente, então é uma ótima opção de negócio.

Normalmente os serviços de buffet oferecem opções mais elaboradas, como entrada, aperitivos, pratos principais e sobremesas, e geralmente são destinados a eventos maiores.

Portanto, existem também, empresas especializadas em produzir coffee breaks, ou seja, comidas que podem ser consumidas em uma pausa para um café, como lanchinhos, bolos, doces e bebidas que cabem muito bem nesses momentos.

Outra ótima pedida é fazer parcerias ou simplemente contratar serviços que disponibilizam carrinho gourmet em São Paulo ou em qualquer outra região para dar um toque diferente ao seu serviço.

3. Recreação infantil

Em muitos eventos, como os casamentos e aniversários, enquanto os responsáveis aproveitam a festa, as crianças acabam ficando estressadas e entediadas.

Para manter as crianças entretidas durante as festas, surgiram as empresas de recreação infantil, que montam espaços divertidos no próprio ambiente do evento com atrações, brinquedos e atividades que possam mantê-las ocupadas.

Entretanto, por se tratar de crianças, quem pretende trabalhar com esse tipo de atividade precisa estar ciente da responsabilidade e contar com monitores capacitados e adequar o serviço à infraestrutura e espaço do local onde será realizado o evento.

4. Locação de louças para festas

A decoração e o serviço são alguns dos pontos principais de uma festa e as pessoas estão investindo cada vez mais  em objetos decorativos que enaltecem ainda mais o ambiente.

Porém, normalmente não temos em casa itens suficientes para servir os convidados ou nem sempre são adequados para uma festa. E é por isso que algumas empresas têm feito tanto sucesso alugando suportes para bolo, bandejas, vasos, pratos, jarras, bowls, centros de mesa, taças, xícaras e tudo o que auxilie a deixar uma festa ainda mais bonita.

Ao apostar nesse segmento, o profissional precisa ter um bom mix de produtos e uma quantidade considerável para que possa atender eventos pequenos e grandes. 

Também é crucial que haja um bom sistema de transporte para a casa do cliente, boa limpeza e armazenamento adequado para reduzir ao máximo o risco de danificar os artigos.

Veja algumas dicas de produtos para vender na rua e ganhar dinheiro

Todos os dias escutamos notícias de que os produtos da cesta básica estão mais caros, e não é só isso, escutamos também sobre o aumento do combustível, da conta de energia e muitas outras coisas que torna a sobrevivência cada vez mais difícil.

Não é à toa que aumentou e muito o número de pessoas que estão nas ruas vendendo e comercializando vários tipos de coisas, tudo com o objetivo de levar comida para casa e pagar as contas.

Inclusive, muitas dessas pessoas têm um emprego de carteira assinada, mas para complementar a renda precisam se virar. Se você também está nessa situação, procurando uma ideia do que fazer para ter uma renda extra, confira algumas dicas de produtos que você pode vender na rua e faturar uma boa grana.

Doces variados 

Vender doces de tudo que é qualidade é uma ótima opção para trabalhar na rua. Você pode aproveitar para vender em pontos como feiras, faculdades, prédios comerciais, escolas, ônibus e nos centros urbanos.

Você pode trabalhar com uma qualidade de doce, mas pode vender vários tipos ao mesmo tempo. Além disso, pode também investir em doces gourmets, para aqueles clientes mais exigentes.

É um tipo de trabalho que o investimento inicial não precisa ser muito, e que deixa uma boa margem de lucro.

Capas para bíblia

Outra coisa que você pode investir para trabalhar na rua são as capas para bíblias. Você já parou para imaginar o número de religiosos que existem na região que você mora?

Você pode vender capas para bíblias evangélicas, católica e também para outros livros religiosos. O segredo está na diversidade do produto. Existem capas de vários materiais e você precisa dar opções para o cliente.

Você pode vender de porta em porta, na feira, nos ônibus, nas praças e principalmente próximos dos templos religiosos.

Guarda chuva

O guarda chuva é uma ótima opção de ganhar dinheiro na rua. Você pode vendê-lo de janeiro a janeiro que o povo compra.

O guarda chuva também é usado em dias quentes pelas pessoas que querem se proteger do sol, especialmente no nordeste brasileiro. Mais uma vez, o segredo da venda está no leque de opções que você vai dar para o cliente. Invista em vários tipos desse produto, de todas as cores, tamanhos e modelos.  

Marmitas saudáveis

As marmitas sempre fizeram sucesso e hoje ainda mais. Como foi dito no início do artigo, o meio de vida está cada vez mais difícil. Então, se você vender marmitas de vários tamanhos e para vários tipos de clientes você consegue faturar uma boa grana.

As marmitas saudáveis estão em alta. Elas atendem o desejo de pessoas que procuram se alimentar de uma forma melhor quando estão nas ruas resolvendo seus compromissos, e você pode atender os interesses dessa categoria.  

Espetinho de churrasco

Quem nunca comeu um espetinho de churrasco na rua? Se não comeu ainda, com certeza já ficou na vontade muitas vezes.

Esses espetinhos de churrasco são perfeitos para vender na rua, especialmente quando vai se aproximando o fim de semana, em que muitos já começam a curtir o período, comendo um churrasquinho acompanhado de uma cervejinha.

4 dicas que você deve seguir para ter um blog de sucesso

Se você possui um blog, certamente possui o desejo de que ele se torne uma referência e que seja visto pelo público que se interessa pelos assuntos que aborda.

E mesmo que não seja uma tarefa fácil, não é impossível, desde que você tome as atitudes certas. Foi pensando nisso que separamos 4 dicas para você seguir e conseguir sucesso no seu blog. Continue lendo a seguir.

1. Entenda quem é o seu público

Se você não souber quem é o seu público, não poderá criar conteúdos que sejam relevantes e informativos que o faça querer saber mais sobre as soluções que você tem a oferecer.

Antes de qualquer coisa, você precisa saber quem é a sua persona para criar pautas para o blog. Resumidamente, a persona é um perfil semi-fictício da pessoa que você entende ser seu consumidor. Ela é baseada em dados reais sobre características demográficas, comportamento, preocupações, motivações, objetivos e desafios.

Uma maneira eficaz para entender quem é a sua persona, é através de pesquisas e entrevistas com pessoas que já interagem com sua empresa na internet e offline. Para isso, você deverá criar um questionário para colher informações sobre os aspectos do dia a dia e personalidade da persona que influenciam a maneira com que ela interage com a sua marca.

2. Organize-se antes de criar o conteúdo

Depois de saber quem é o seu público, você irá precisar organizar como esse conteúdo será feito. Primeiro, tenha em mente quais perguntas serão respondidas e como deverá criar conteúdo para realmente ajudar a persona.

E para saber quais perguntas elas estão fazendo, você deve escutá-las.

Algumas maneiras para saber qual tipo de conteúdo tem uma melhor resposta junto à sua persona, são:

  • Quais assuntos possuem mais engajamento;
  • Quais páginas possuem mais visitas;
  • Posição dos assuntos nos trends de buscas no Google;
  • Utilização do Google Analytics.

Uma vez decidido o assunto, será necessário organizar a estrutura do conteúdo e isso depende do tamanho dele e de seu objetivo. Blogs de notícias como o Portal 1M são uns dos bons exemplos para se tomar com relação à organização, pois é necessário cautela para produzir conteúdos informativos. Porém, isto vale para qualquer nicho.

Clareza e coesão são duas características que devem andar juntas. Faça um esqueleto da estrutura do assunto que você terá, organize os tópicos mais importantes no topo e as informações complementares ao longo do texto e verá como será muito mais simples criar um artigo com organização.

3. Diversifique o formato de seu conteúdo

O mundo e as pessoas mudaram e mudam constantemente, portanto, as empresas precisam se atualizar às novas maneiras que são acessados os conteúdos.

Os vídeos são uma das tendências mais fortes nesse assunto que podem ser adicionados no seu blog, pois eles conseguem agregar dois aspectos que as pessoas se agradam na interação com o conteúdo: visual e auditivo.

Outra maneira prática é a transformação de textos em áudio, pois muitas pessoas desistem de ler um texto chamativo por conta do tamanho. A flexibilidade do áudio permite que o conteúdo seja acompanhado enquanto são realizadas outras tarefas..

4. Utilize as ferramentas à sua disposição

Para que os objetivos sejam alcançados, é necessário um acompanhamento contínuo das métricas. E entre as mais importantes que você deve ficar atento, estão:

  • O número de visitas;
  • Os compartilhamentos;
  • Os comentários;
  • O tempo de leitura;
  • ROI do conteúdo produzido;
  • O número de players do áudio;
  • Bounce-rate da página;
  • E por fim, as conversões.

Ao acompanhar as métricas, você poderá saber como criar conteúdos e quais assuntos e canais têm melhor resposta junto a sua persona, permitindo que você adapte o conteúdo de acordo com as respostas obtidas.

A produção de conteúdo tem como principal objetivo criar uma relação de troca com o seu público, oferecendo informações realmente relevantes para o seu dia a dia.

5 dicas para quem deseja abrir uma loja de materiais de construção

Uma loja de materiais de construção é, sem dúvidas, um dos negócios mais promissores do mercado. 

As pessoas estão buscando por ferramentas e materiais todos os dias, e por isso é um ótimo meio de investimento. E se você deseja abrir uma loja de materiais de construção, mas precisa de algumas dicas, continue lendo a seguir.

1. Analise o mercado

A primeira etapa da construção de qualquer negócio é a análise de mercado. É a partir dela que o empreendedor e futuro gestor conseguem verificar a viabilidade do negócio frente à concorrência e aos clientes.

Através dessa análise, o empreendedor estuda quem vai comprar seus produtos, como irá adquiri-los e o que os motiva. Com todas essas informações se define o público-alvo. 

Conhecer o público-alvo dos seus concorrentes também é uma ótima forma de diferenciar sua loja. 

2. Se atente aos aspectos organizacionais

Uma loja de materiais de construção possui uma variedade muito alta de itens para venda. Você pode vender desde uma porta balcão à ferramentas.

A loja pode possuir apenas itens para reformas básicas, material para construção pesada, tintas e materiais para decoração, dentre outros. Se optar por uma grande variedade, é essencial que o cliente consiga encontrar sozinho o que procura, por isso a organização interna da loja deve ser bem pensada.

A loja irá precisar de vendedores, gerentes, entregadores e caixas. Eles devem conhecer a loja inteira e não apenas o setor em que trabalham para prestarem atendimento de qualidade.

3. Projete a estrutura física da loja

O dono da empresa possui milhares de obrigações, uma delas é garantir o bom funcionamento da mesma. Pertencem também a esse cenário oferecer mobilidade aos funcionários, garantir uma boa iluminação e ventilação na loja, infraestrutura adequada ao produto que será vendido e uma escolha correta dos fornecedores.

Um bom aspecto visual não deve ser deixado de lado e precisa estar de acordo com seu objetivo, que são seu público-alvo e sua estratégia. 

Quanto ao marketing, o proprietário pode usar as redes sociais para divulgação e também buscar parcerias com escritórios de arquitetura e engenharia para se estabelecer inicialmente.

4. Faça um planejamento estratégico

De acordo com o Sebrae, o mercado de material de construção é bastante sólido, onde 81% das lojas existentes no Brasil atuam durante muitos anos. Porém, a maior parte delas são as chamadas Home Centers, que são as lojas que possuem grande variedade de artigos e que conseguem bons preços justamente pela grande quantidade de clientes e poder de barganha. Essas lojas são concorrentes direto e é preferível que não haja competição direta neste caso. 

Uma estratégia eficaz para a nova loja de material de construção é atrair os consumidores para suas imediações, mostrando que possui atendimento personalizado e preços competitivos.

A sua loja pode ser instalada em um pavilhão grande e área de amostra de produtos em um espaço específico com o estoque em um local mais reservado, que afasta a instalação da loja de centros, o que as torna mais periféricas. Ou manter um espaço pequeno localizado nos centros de comércio com o estoque mais periférico, que é uma ótima escolha caso escolha trabalhar com materiais pesados e em grande volume.

5. Siga as exigências legais e contábeis

Quanto à tributação, lucros e dividendos e demais encargos, é necessário que contrate um contador. Esse profissional irá ajudá-lo em relação a tudo que você precisa saber sobre registro contábil de uma empresa.

Você deverá tomar diversas medidas antes mesmo de iniciar as contratações, principalmente para evitar gastos desnecessários no futuro . Os procedimentos básicos são:

  • Registro na prefeitura;
  • Registro na Secretária da Fazenda (para obtenção do CNPJ);
  • Registro da Junta Comercial e junto à Receita Estadual (para inscrição estadual);
  • Registro na Secretaria da Fazenda Estadual;
  • Enquadramento na ou nas respectivas entidades sindicais;
  • Cadastro na caixa econômica federal (recolhimento do INSS e FGTS);
  • Aval da prefeitura para instalação da loja no local desejado;
  • Obtenção do aval do corpo de bombeiros.

Saiba como divulgar o link de afiliado da forma correta

Uma das dúvidas mais comuns de quem está começando a trabalhar como afiliado digital é como fazer divulgações corretamente. E saiba que não basta só editar o link de afiliado, existem algumas estratégias para obter resultados positivos.

Foi pensando nisso que separamos aqui algumas dicas de como divulgar o link de afiliado da forma correta para você não errar alcançar seus objetivos. Continue lendo a seguir para aprender.

 

1. Escolha ferramentas para encurtar o link de afiliado

Após gerar o link na plataforma, você precisa escolher uma ferramenta para encurtá-lo. Isso porque o link cheio de códigos que a plataforma gera não é esteticamente bonito para ser compartilhado.

As pessoas podem achar inclusive que se trata de algum vírus e não sentirem confiança em clicar.

Portanto, a melhor alternativa é encurtar o link de afiliado e editá-lo de uma forma mais atrativa.

Algumas ferramentas para encurtar o link de afiliado, são:

  • Bit.ly;
  • Linktree;
  • Snip.ly;
  • Pretty Link.

É só procurar conhecer sobre cada uma delas e escolher a que melhor se encaixa às suas necessidades e a qual se adapta melhor.

2. Melhores formas para divulgar o link de afiliado

Após encurtar o seu link de afiliado, é hora de divulgá-lo na internet. E essa divulgação deve ser feita de forma estratégica, porém, profissional.

As melhores formas para divulgar o link de afiliado, são:

No Instagram

O Instagram é uma das redes sociais que mais faz sucesso e a maioria das pessoas do mundo do marketing digital está presente na plataforma.

Para divulgar no Instagram, basta colocar o link de afiliado na bio do seu perfil.

Uma das melhores estratégias nesse caso é postar fotos com conteúdos que tenham a ver com o seu nicho, colocando “hashtags” e legendas que induzam as pessoas a clicarem no seu link da bio.

Outra boa técnica é colocar os links de afiliado nos stories, mas para isso é necessário ter pelo menos 10 mil seguidores.

No Facebook

Com o Facebook, você pode divulgar seus links de afiliado de três formas: através de grupos, no próprio perfil e criando uma página.

Porém, é muito importante ressaltar que o alcance orgânico do Facebook caiu bastante e que você precisa ter cuidado ao fazer suas divulgações, pois se postar excessivamente seus links, corre o risco de ser bloqueado.

Por isso, o certo é postar de forma natural, com foco em um conteúdo de qualidade e disponibilizando seus links no primeiro comentário do post, pois colocar o link no texto do post pode diminuir seu alcance.

No tráfego pago

Por último, mas não menos importante, outra ótima forma de divulgar o seu link de afiliado é através de tráfego pago, ou seja, investindo dinheiro para que as pessoas cheguem até o seu link. Os melhores lugares para investir em tráfego são o Facebook Ads e Google Ads.

Porém, antes de investir em tráfego, é necessário que você estude as possibilidades e adquira conhecimento para fazer boas escolhas e não acabar perdendo dinheiro.

Lan House – É lucrativo? Vale a pena abrir uma?

Houve um tempo em que as Lan House eram muito frequentadas por pessoas de todas as idades, que precisavam fazer alguma transação digital. Naquela época pouco se via residências que tivessem acesso a internet.

Com o avanço da tecnologia e da internet as lan houses tiveram uma queda no número de frequentadores, mas ainda sobrevivem. Assim como muitos outros empreendimentos, a lan house já teve seu momento de estrela e atualmente é mais um negócio entre os milhares.

Mas será que ainda é vantajoso ter uma lan house? Vale a pena investir nesse negócio? Vamos ver agora o por que ainda vale a pena ter uma lan house e como ter bons lucros.

Lan House é um bom negócio?

A maioria dos negócios hoje em dia já passou por alguma mudança ou ainda vai passar, e é assim com a lan house também.

Este tipo de empreendimento não parece viável quando analisamos as estatística do bairro em que moramos, mas quando fazemos uma análise de quantas lan houses existem no país, entendemos que ainda é vantajoso investir nesse negócio.

Além disso, precisamos lembrar que nem todo mundo entende de tecnologia e tem aquelas que não possuem aparelhos digitais com acesso a internet, mas que essas mesmas pessoas precisam pagar boletos, imprimir documentos e realizar outros serviços como inscrição de concursos, acessar matrícula atualizada de imóvel, e muitos outros.

Então agora que você viu que ainda é muito lucrativo ter uma lan house, veja alguns passos para ter uma.   

Tenha um bom plano de negócio

Todo empreendimento antes de ser aberto precisa ter um plano de negócio, ou seja, um bom planejamento para definir onde ficará estabelecido o empreendimento, qual o seu público alvo, os serviços oferecidos e muito mais.

Para a lan house ter sucesso precisa também ter esse plano de negócio. Além disso, é de extrema importância avaliar a concorrência e definir estratégias para se destacar.

Inove nos serviços oferecidos

Para atrair a atenção das pessoas em plena era digital, é preciso inovar nos serviços oferecidos. A primeira mudança precisa ser na forma como o cliente é atendido, deixando claro o quanto ele é importante para seu estabelecimento.

Crie um ambiente com capacidade de atender pessoas de diferentes faixas etárias e que, além disso, realize diversos tipos de serviços.

Mostre que no seu estabelecimento é possível acessar serviços públicos, documentos, fazer inscrições, dar baixa em documentos, fazer impressões e muito mais. Você também pode agregar outros serviços como encadernação, criação de banners, impressão em fardamento e outros serviços personalizados.  

Tenha equipamentos modernos

Para atrair o cliente e fazer com que ele permaneça no seu estabelecimento, é preciso investir em máquinas e equipamentos de qualidade, modernos. Isso talvez seja complicado para alguns empreendedores que estão começando, mas se isso for o problema, prefira investir na qualidade ao invés de quantidade.   

Escolha bem o ponto comercial

O ponto comercial é outro fator que vai determinar se a sua Lan House vai ter sucesso ou não. Além de ver a questão da concorrência, é preciso também ver a questão do movimento na região em que você vai escolher.

Deseja abrir um fast food? Veja aqui algumas dicas

Trabalhar com comidas e lanches é, sem dúvidas, um dos negócios mais promissores para se investir.

Então, se você deseja abrir um fast food, mas ainda não sabe como e o que precisa fazer, leia a seguir algumas dicas.

Escolha um local para abrir seu fast food

Falando burocraticamente, você pode optar por alugar um espaço e pagar mensalmente para usar o local ou conseguir um empréstimo para empresas para abrir um local próprio.

A estrutura do estabelecimento que irá montar seu fast food é uma das partes mais importantes para um negócio bem sucedido.

Alguns fatores que devem ser levados em consideração, são a visibilidade que seu estabelecimento terá, a circulação de pessoas, segurança nas proximidades, iluminação e estacionamento no local.

Fast foods têm maior funcionamento em locais mais movimentados perto de avenidas ou praças, porém, caso queira começar com um pequeno estabelecimento, uma ótima dica é escolher um bairro de sua cidade, até mesmo o seu, onde seja de fácil acesso e possua uma boa presença de pessoas nas ruas.

A estrutura interna deve conter um bom local para o preparo dos alimentos, um local adequado para o preparo e estoque de bebidas, um local para o caixa e um estoque espaçoso e de qualidade para um estoque geral das mercadorias. Banheiros e espaço para mesas e cadeiras também são importantes.

Defina quais serão os lanches e opções que vai vender no seu fast food

Um fast food traz consigo a possibilidade de diversificar. São várias as opções de comidas gostosas que fazem sucesso entre todos.

Além de definir seus lanches pela popularidade entre o público, uma ótima dica é estar atento aos seus concorrentes e vender lanches que se diferenciam e se destacam dos demais ou escolher uma opção de lanches que não vendam pela região e ter seu negócio como o único.

Algumas opções de lanche que pode fornecer, são:

  • Pizzas de sabores diversos;
  • Lanches de frango;
  • Frango frito estilo americano;
  • Hambúrguer de carne e vegetarianos e veganos;
  • Hambúrguer artesanal;
  • Pastéis;
  • Esfihas.

Além de outros produtos que pode vender em seu estabelecimento, como:

  • Porções de batata frita;
  • Sobremesas;
  • Refrigerantes;
  • Sucos;
  • Salgadinhos (coxinha, kibe etc).

Legalize seu negócio

Abrir um CNPJ é uma das partes mais importantes na hora de abrir o seu fast food, juntamente com uma licença da prefeitura municipal e alvará da vigilância sanitária.

Mesmo que conseguir todas as licenças seja um processo um pouco demorado, é preciso ter paciência para que seu estabelecimento funcione da forma correta, sem problemas futuros.

 

Faça boas divulgações do seu fast food na internet

Quando se trata de lanches, a internet é um dos maiores meios para se conseguir clientes.

Se seu fast food estiver presente em todas as redes sociais, com fotos nítidas de todos os seus lados, número de contato com fácil acesso e divulgações frequentes, a chance de alavancar seu estabelecimento e aumentar as demandas é de 100%.

Trabalhe entregas delivery

As pessoas estão cada vez mais em busca de praticidade e preferem comer seus lanches no conforto de suas casas, por isso é essencial que seu fast food invista em entregas de lanche delivery.

Portanto, contrate motoboys ou entregadores fixos para realizar suas entregas e cadastre seu estabelecimento em aplicativos de delivery.

Como ser um representante comercial de sucesso no ramo de Sex Shop

Um representante comercial nada mais é do que uma pessoa física ou jurídica que realiza vendas de produtos ou serviços de fabricantes ou atacadistas para uma ou mais empresas, porém, sem relação de emprego. E para você que quer atuar no ramo de Sex Shopping, que é um mercado que está crescendo significativamente ao longo dos anos em suas vendas de produtos e acessórios, aqui vão algumas dicas de como se sair bem e obter sucesso.

O que é preciso para se tornar um representante comercial?

Para ser um representante comercial autônomo, você deve, primeiramente, ter o registro necessário. Ele é feito pelo Conselho Regional de Representantes Comerciais. Para isso é necessário que esteja com todas as suas obrigações sociais em dia.

Após isso, planeje todo o seu método de trabalho, quais possíveis estratégias irão traçar seu caminho, seu modo de agir, fazer negócios e atender o cliente.

Dicas para ser um representante comercial de sucesso

Agora que já sabe como se tornar um representante comercial, veja a seguir como atrelar isso ao mercado de Sex shop:

1 – Estude sobre os seus produtos

Um bom representante comercial deve conhecer bem os produtos que está vendendo, e com produtos eróticos não seria diferente.

A variedade no mercado de sex shop é enorme, mas procure estudar sobre características, funcionalidades e benefícios que carregam cada um dos produtos. Isso mostra dedicação e profissionalismo.

2- Conheça bem a empresa que representa

Saber sobre a empresa que representa é essencial se tratando do ramo de sex shop, pois é provável que seus clientes queiram contratar serviços e produtos de qualidade.

Procure saber a história da empresa, os valores que carrega, como é sua atuação no mercado, entre outras questões. Mostrar para os compradores que conhece a empresa a fundo passará mais credibilidade e os dará mais confiança.

3- Entenda seu público alvo

Para conseguir uma boa representação comercial, é preciso que se compreenda quem é o seu cliente. Nem sempre será fácil representar produtos eróticos, mas entender mais sobre seu posicionamento, critérios de avaliação e prioridades, será essencial para traçar sua estratégia de atuação.

4- Tenha uma boa comunicação

Saber se comunicar é um atributo essencial para todo representante comercial, principalmente para o representante do ramo de sex shop, pois é a partir da comunicação que você poderá explicar as funcionalidades e usabilidade dos produtos que está vendendo.

Então seja persuasivo, tenha na ponta da língua as características dos acessórios e produtos eróticos que vende. Se expressar com facilidade e clareza fará com que tenha mais chances de fechar negócios com os seus clientes.

5- Busque sempre inovar e se reinventar

O mercado de sex shop está sempre se renovando, sempre surgem novidades, então é imprescindível que você, como um bom representante comercial, busque também se inovar e reinventar; seja em como irá apresentar seus produtos ou como irá abordar seus clientes.

Estude e esteja sempre atualizado nas áreas de vendas, finanças e marketing. Se aperfeiçoe constantemente.

6- Não abra mão do pós-venda

O pós-vendas é de extrema importância para garantir e manter a fidelidade do cliente. É aqui que você irá garantir que o relacionamento entre vocês seja duradouro e gere futuros negócios.

Mesmo depois de concluir sua venda, entre em contato com o cliente. Pergunte o que está achando do produto, se está com alguma dúvida e precisa da sua ajuda para saná-la; mostre sempre que está, de fato, preocupado com a satisfação dele.

Como trabalhar por conta própria em tempos de pandemia?

Se conseguir um emprego já era difícil antes da pandemia do novo coronavírus, imagina agora. Com milhares de pessoas desempregadas, o trabalho por conta própria cresceu absurdamente. Essa foi a saída que milhares de brasileiros encontraram para honrar com suas dívidas e tirar o seu sustento.
Devido à procura por esse assunto, neste artigo vamos dar algumas dicas do que fazer para gerar uma renda em tempos de pandemia. Confira!
Trabalhando com Confeitaria
Com pandemia ou sem pandemia, ninguém deixa de fazer festa, mesmo que neste momento seja um pouco diferente. Por isso, uma atividade que está sempre em alta é a confeitaria.
Você pode trabalhar produzindo e confeitando bolo, cupcak, brownie e doces gourmet. Além disso, você pode trabalhar vendendo doces caseiros em alguns pontos comerciais, ou oferecer por meio de kit festa.
Vendendo bebidas
A venda de bebidas também é outro negócio que sempre está em alta. E as opções nessa área são muitas. Você pode simplesmente abrir um bar ou se você tiver uma reserva, poderá investir num mini depósito de bebidas.
Além disso, outra opção que está fazendo o maior sucesso em alguns lugares do Brasil, é o ponto de caipirinha.
Dar aulas particulares
Uma atividade que nunca sai de moda são as aulas particulares. E mesmo diante de uma pandemia, as pessoas estão investindo em conhecimento e você poderá ganhar com isso.
Se você tem conhecimento em alguma matéria escolar, aproveite para oferecer seus serviços. Lembrando que para este trabalho, você nem precisará sair de casa, já que poderá fazer por chamada de vídeo.
Vendendo lingerie
As vendas de lingerie é outro negócio lucrativo, e muitas pessoas estão ganhando uma boa renda neste ramo.
Neste âmbito você pode vender peças femininas e masculinas. Além disso, você pode agregar às vendas de lingerie, alguns produtos eróticos, que aliás, é outro mercado que faz muito sucesso e dá uma boa grana.
Motorista de aplicativo
Trabalhar como motorista de aplicativo tem suas vantagens e alguns conseguem faturar um bom rendimento no final do mês. No entanto, essa atividade é para quem já possui carteira de habilitação, algum carro ou para quem tem condições de arrendar um.
Não desconsiderando os riscos, essa pode ser uma atividade de trabalho ideal para sair do vermelho, já que a cada dia que passa aumenta o número de pessoas querendo esse serviço.
Na área da estética
Assim como as demais, essa também é uma área que gera muita renda para milhares de brasileiros.
E as possibilidades são muitas! Você pode trabalhar fazendo unha, sobrancelhas, cortando cabelo, fazendo barba, com limpeza de pele, dando massagens, e muitos outros. As oportunidades dentro da estética são muitas, e o investimento inicial é baixo.
Oferecendo seus serviços
Outra opção de ganhar dinheiro nessa crise em que estamos vivendo é oferecendo os seus serviços em conhecimentos gerais. Por exemplo, serviços de encanador, de eletricista, de faxineira, de costureira, de babá, de pedreiro, de pintor e muitos outros.
Com um serviço prestado com qualidade, você vai ficar conhecido na região e logo vai conseguir uma boa renda para honrar com seus compromissos.