Category Archive Renda extra

5 dicas para trabalhar com aluguel de materiais para festas!

O segmento de aluguel de itens para festas tem crescido muito nos últimos anos, movido principalmente pela comodidade e praticidade.

Podemos montar uma festa alugando praticamente tudo que for necessário, dos painéis – com diversos temas – e peças decorativas em festas infantis até cadeiras e mesas em festas em geral.

Cada festa tem o seu perfil de necessidades e é perfeitamente possível montar um negócio que atenda cada um desses perfis. O maior ganho para os clientes é financeiro: não investir em itens que muitas vezes serem usados apenas uma vez.

E um ponto muito positivo sobre o mercado consumidor deste negócio: não só pessoas dispostas a montar a própria , mas também casas de festas e empresas organizadoras de eventos também preferem, muitas vezes, alugar do que criar estoques de itens para a grande diversidades de temas.

E como podemos iniciar e ter eficiência neste segmento?

Vamos falar de 5 dicas para trabalhar com aluguel de materiais para festas

1 – Defina claramente quem será o seu público-alvo

Para o mercado de aluguel de itens para festas, os clientes em potencial são as casas de festas, empresas de organização de eventos e pessoas físicas. Podemos ver que é um universo muito grande.

Cada nicho tem necessidades de quantidade, de itens e urgência distintas e trabalhar com todas eles ao mesmo tempo pode prejudicar o atendimento em todos também.

Para pessoas físicas, basicamente são os utensílios de festas adultas e infantis. Para casas de festas e organizadores de eventos, a quantidade será muito diferente e a urgência também, são empresas que vão atender outros clientes. A dinâmica de negociação e atendimento também muda bastante.

O recomendado é escolher um nicho e desenvolver o negócio por um bom tempo até que se tenha experiência e domínio suficientes para incluir mais um público-alvo.

2 – Escolha com atenção a sua linha de produtos

Não é indispensável que você atenda todos os itens de uma festa. Você pode escolher atender apenas mesas, cadeiras e equipamentos, ou utensílios e peças de decoração ou todos os itens.

Conforme a linha de produtos escolhida, serão tomadas as decisões seguintes – o público-alvo, o tamanho do ponto comercial, a logística de entrega.

3 – Defina com clareza o seu público-alvo

Este ponto é crucial: se você vai alugar para pessoas físicas ou para casas de festas, a forma de definir o perfil deste público muda completamente. Cada um tem fatores de pesquisa para mapear e descobrir se ele tem uma dimensão que viabiliza o perfil do negócio definido.

Você pode descobrir que não tem mercado grande o suficiente para explorar e ter o retorno de faturamento e lucro que deseja. Então pode ser a hora de redefinir o nicho ou a abrangência de atuação para chegar no público-alvo.

Ou seja, o seu modelo de negócio pode mudar completamente na hora que descobrir o tamanho do seu mercado.

4 – Conheça a sua concorrência

É o momento de descobrir que vai disputar clientes com você, o que eles oferecem e quais os pontos fortes e fracos. Você pode descobrir formas de atendimento e produto que te diferenciem.

5 – Planeje cuidadosamente o tamanho da sua loja

Conforme o nicho definido, você determinará o espaço que vai precisar.

É um negócio que você pode conduzir em home office, com uma economia grande em custo de implantação e despesas operacionais. Porém, pesquise o seu condomínio, vizinhança e até mesmo a prefeitura podem ter restrições.

Pensando em uma expansão futura, projete um imóvel com o maior espaço possível, assim você evita mudanças – que têm um custo alto.

 

Veja aqui opções de cadeiras plásticas antes de começar a investir no seu negócio.

 

ferramentas-trabalhar-em-casa-3

5 ferramentas essenciais para trabalhar em casa com sucesso

Tenho certeza que você já ouviu falar que é ótimo trabalhar em casa – a liberdade de escolher o que você quer fazer, quando você quer fazer isso e sem as dificuldades de longos deslocamentos, colegas fofoqueiros ou um chefe respirando no seu pescoço.

É verdade que as oportunidades de trabalhar em casa cresceram 103% desde 2005. Mais pessoas estão saindo do emprego 8 às 17 e querendo ser freelancer, empreendedor ou apenas querem ganhar alguma renda online.

E não há escassez de trabalhos para trabalhar em casa disponíveis para mães que ficam em casa também; você nem precisa de um diploma ou experiência para começar.

Mas trabalhar em casa é um desafio todos os dias. Você precisa da motivação para se colocar lá e do foco para gerenciar seu trabalho.

Você também não pode iniciar um negócio baseado em casa em seu smartphone. Sem o equipamento certo, será difícil começar e até mesmo expandir seus negócios no futuro.

Se você tem interesse em blogar para ganhar a vida, tenho um tutorial simples sobre como iniciar um blog para sua empresa.

Para ajudá-lo, aqui estão 5 ferramentas (e um bônus) que uso para executar um negócio de redação freelancer.

ferramentas-trabalhar-em-casa-1

Descubra como trabalhar em casa!

1. Computador ou Laptop

Eu sei – isso é básico. Claro, você pode usar seu laptop antigo a partir de 2002 ou uma versão antiga do Windows XP para administrar sua empresa, mas logo descobrirá que isso não vai funcionar.

Eu pessoalmente tenho um MacBook Pro usado de 2012 que está totalmente atualizado com um SSD e maximizado na RAM.

2. Um sistema de gerenciamento de tarefas

Com qualquer trabalho que você decida fazer – seja escrevendo por escrito, ajudando virtuais ou abrindo sua própria loja, você precisa de um sistema para acompanhar suas tarefas e a contabilidade.

Para mim, são o Trello e o Google Sheets.

Trello

É uma ferramenta organizacional para seus projetos. Você pode fazer várias fichas e dentro de cada uma dessas você pode atribuir tarefas durante a semana.

Eu tenho várias placas para o trabalho e para casa. O que eu mais uso é Tarefas de Escrita Semanal. No domingo, eu atribuo todas as minhas tarefas relacionadas à escrita e gradualmente as movo para os dias correspondentes.

Agora, eu também uso uma caneta e papel comuns para escrever tarefas “no momento”, mas o Trello parece me ajudar a organizar minha semana.

Google Drive

Eu amo o Google Drive! Eu não tenho que clicar em “salvar” depois de tudo e posso personalizá-lo para o meu gosto. Como meu negócio tem crescido ultimamente, eu precisava de um sistema de gerenciamento de projetos que pudesse me dar uma ideia do que precisa ser feito.

Se você ainda não descobriu o Google Drive, faça login na sua conta e divirta-se!

3. Um nicho ou serviço

Você decidiu que quer ficar em casa e trabalhar. Se você é uma mãe, então isso é exatamente o que eu fiz. Eu tenho gêmeos e sabia que queria ficar em casa e cuidar deles. Mas eu tinha que encontrar uma maneira de ganhar uma renda.

E eu fiz isso primeiro descobrindo o que eu deveria fazer e, em seguida, que tipos de serviços eu deveria oferecer.

Desde que eu gosto de escrever, a escrita freelance foi um ajuste natural. Há muitos tipos diferentes de escrita que você pode fazer on-line – redação, escrita de blog, redação de artigos, conteúdo de sites, resenhas, reescritas, a lista pode continuar.

Eu escolhi a escrita do blog, a redação do artigo e o conteúdo do site quando comecei. Depois de descobrir o que você quer fazer – fotografia freelance, design gráfico, coaching, gerenciamento de blogs, sente-se e pense nos serviços que deseja oferecer.

Eu recomendaria começar com apenas um punhado de serviços e com o tempo você pode diminuir ou melhorar o que você está oferecendo.

4. Um site

Você sabe a única coisa que melhorou drasticamente minha renda? Ter um website dedicado aos meus serviços.

Quando comecei, tinha um perfil numa rede social e não conseguia nenhum emprego. Mas, assim que criei meu próprio site e me coloquei lá fora, tudo mudou!

ferramentas-trabalhar-em-casa-2

Aprenda quais as ferramentas para trabalhar em casa!

Meu site teve muitas mudanças desde que eu comecei, sempre mudo meu design e aparência geral. Mas, se você é novo, não precisa se preocupar muito com a otimização do seu site.

Se você tiver um blog estabelecido, vá em frente e coloque uma página de serviços ou uma página de contratação. Com o tempo, você pode planejar ter um site separado dedicado aos seus serviços.

Para divulgar o seu blog, você pode fazer um curso de seo online.

5. Uma ferramenta de agendamento

Como uma mãe que trabalha em casa, o tempo é difícil de conseguir, certo? Especialmente se você tiver pequenos para cuidar durante esse dia.

Você tem datas, tarefas, culinária e muitas outras tarefas no dia do seu filho! Isso é muito. E não se esqueça que você tem que escrever um post no blog, obter um gráfico e promover o seu post, assim como terminar qualquer trabalho do cliente que você tenha.

Então, para ajudar você a economizar tempo, invista em uma ferramenta de agendamento como o Tailwind. De longe, a melhor ferramenta que usei para criar meu blog para mais de 20.000 pageviews por mês.

6. Bônus! Um lugar para trabalhar

Você trabalha em casa, mas isso não significa que você pode trabalhar em qualquer lugar da sua casa. Claro, você pode apoiar os pés no sofá enquanto preenche um pedido ou edita uma peça em seu laptop.

Mas, com o tempo, tentar trabalhar em locais diferentes ao redor da casa irá atrasá-lo e você notará uma diminuição na produtividade. É por isso que tenho uma mesa no meu quarto. Coloco meu laptop em um suporte, conecto meu teclado e mouse sem fio e estou pronto para produzir.

ferramentas-trabalhar-em-casa-3

Aprenda a utilizar as ferramentas certas para trabalhar!

E como tenho filhos pequenos, gosto de ter um local central para minhas anotações e materiais de escritório (como minha água, caneca de café e canetas).

Se você tem um lugar pequeno, você pode achar que você tem que montar uma loja em sua cozinha ou em seu escritório. Meu marido também trabalha em casa e faz a maior parte de seu trabalho no andar de baixo, no quarto de hóspedes. Mas ele também gosta de trabalhar no andar de cima e está pensando em colocar uma mesa na sala de estar.

Então, faça o que já funciona e cumpra-o! Trate o seu negócio em casa como um trabalho que você iria para ele.

Não há muitas coisas que você precisa para começar: um laptop, um sistema de gerenciamento de tarefas, um serviço, um site e um lugar para trabalhar.

Você já pensou em trabalhar em casa?