Category Archive Renda extra

Como ganhar dinheiro com fundos de investimento?

Como ganhar dinheiro com fundos de investimento?

Infelizmente, muitos novos investidores, bem como inúmeros titulares de contas de aposentadoria, provavelmente não podem realmente dizer como analisar um fundo de ações, como funciona um fundo de investimento ou como alguém realmente ganha dinheiro com a propriedade de um fundo de investimento.

Fundos de investimentos definidos

Antes que você possa entender como os investidores ganham dinheiro investindo em fundos de investimentos, isso ajuda a entender o que é um fundo de investimento e como gera lucros. Você pode começar lendo vários artigos, mas se estiver com pressa, aqui está a definição resumida.

Alguns fundos de investimento se especializam em investir em ações, alguns em títulos, outros em imóveis, outros em ouro. A lista praticamente continua com fundos de investimentos organizados para quase todo tipo de estratégia ou nicho de investimento que você possa imaginar. 

Fundos de investimentos e ganhar dinheiro

O tipo de fundos de investimento em que você investiu determinará como você gera dinheiro. Se você possui um fundo de ações, provavelmente já aprendeu que as maiores fontes de lucro potencial são um aumento no preço das ações (ganhos de capital) ou dividendos em dinheiro pagos a você por sua participação proporcional nos lucros distribuídos da empresa.

Se o fundo se concentrar em investir em títulos, você pode ganhar dinheiro com a receita de juros. Se o fundo for especializado em investir em imóveis, você poderá ganhar dinheiro com aluguéis, valorização de imóveis e lucros de operações comerciais, como máquinas de venda automática em um prédio de escritórios.

Três chaves para ganhar dinheiro

Existem três chaves principais para ganhar dinheiro através do investimento em fundos de investimentos. Esses são:

Investir apenas em fundos de investimentos que você entende: 

Se você não pode explicar, de forma rápida, sucinta e específica, exatamente como um fundo de investimento investe, quais são suas participações subjacentes, quais são os riscos da estratégia de investimento do fundo de investimento e por que você possuir um fundo de investimento específico, você provavelmente não deve tê-lo em seu portfólio. 

É muito mais fácil medir, conter e apreciar os riscos quando você simplifica as coisas.

Pense em períodos de 5 anos ou mais

É muito mais fácil deixar sua riqueza aumentar se você puder enfrentar as ondas doentias da volatilidade do mercado, que são parte integrante do investimento em ações ou títulos. 

Se você possui, digamos, um fundo de investimento de ações, esteja preparado para diminuir em 50% em qualquer ano. Essas coisas acontecem. 

Presumir que você tenha elaborado um plano sólido e bem pesquisado, com base no bom senso, na matemática básica e em estratégias prudentes de gerenciamento de riscos, permitindo-se emocionar-se e vender seus ativos produtivos no pior momento possível, não é provável que você construa riqueza geracional duradoura.

Pagar despesas razoáveis: 

Além do índice de despesas do fundo de investimento, também é importante considerar alguns outros custos. A eficiência tributária é importante. As necessidades de renda são importantes. 

A exposição ao risco é importante. Todos precisam ser pesados ​​uns contra os outros e outros fatores relevantes. O objetivo é garantir que você esteja obtendo valor pelo que paga.

Como trabalhar no mercado financeiro? (Foto: Depositphotos_231021758_s-2019)

Como trabalhar no mercado financeiro?

Já pensou em trabalhar em lugares em que o foco é ganhar bem depois de um trabalho de grande merecimento? Começar em uma carreira em finanças costuma ser por conta do dinheiro. A dica é procurar por um Curso Trader Milionário.

O dinheiro nem sempre é a coisa mais importante para as pessoas, mas pode afetar em todas as outras coisas que são consideradas importantes. O setor financeiro tem diversas facetas, oferecendo uma variedade de posições que podem atender bem as habilidades e interesses das pessoas.

O setor de serviços financeiros conta com diferentes setores que vão abranger as oportunidades dentro do nicho. Para ter sucesso individual, é necessário pesquisar, localizar e conseguir o emprego que tenha uma maior compatibilidade com os seus interesses e habilidades.

O mercado financeiro consegue atrair diversos jovens que estão no seu começo de carreira, principalmente matemáticos, engenheiros, economistas, administradores e pessoas da área de tecnologia. Se quer saber mais sobre esse mundo, confira:

Trader do mercado financeiro

Quem gosta de passar pela adrenalina da bolsa de valores, pode trabalhar em corretoras que vão acompanhar o mercado, em minuto por minuto, desenvolvendo técnicas para saber qual é o melhor momento para comprar ou vender uma ação.

Esse é um cargo que tem uma afinidade com quem gosta de trabalhar com investimento, seja trabalhando para uma instituição de sales trader ou de forma autônoma. Assim, consegue aplicar o seu próprio dinheiro e ter ganhos pessoais. Ou ainda contratar uma empresa que vai negociar o dinheiro com a instituição.

O trader é responsável por comprar e vender ações além de outros ativos que são negociados na bolsa de valores. O trader não vai estar sempre certo para ter mais lucro, pois perder um negócio é inevitável. 

Com um bom gerenciamento de risco e flexibilidade suficiente, vai conseguir aproveitar as boas ideias para encontrar uma maneira de proteger o capital até que ele volte a estar certo de novo. 

É uma profissão que precisa de balanço de dados e análise, além de uma ótima capacidade de analisar as oscilações e padrões incomuns no mercado financeiro. Algumas formações podem contribuir com o desenvolvimento no mercado financeiro, como engenharia e tecnologia da informação.

O lucro mensal de um trader autônomo pode variar bastante, pois como já foi mencionado, é uma profissão que depende das oscilações dos ativos, além do grau de habilidade técnica do trader. 

Assim, ele pode ganhar lucros ilimitados ou ainda perder bastante dinheiro. Um bom trader vai saber limitar os seus prejuízos.

Como virar um trader?

No Brasil, ainda não há nenhum tipo de certificação para virar um trader, por isso, alguns cursos de escolas de renome em outras instituições podem ser uma maneira de dar início dentro desse tipo de carreira.

Há a possibilidade de ser um trader assalariado, trabalhando para empresas contando com um salário fixo, com vagas que oferecem salários bastante altos. O trader autônomo vai ter essas oscilações no seu salário, acompanhando as movimentações da bolsa. 

Entrar no mercado financeiro pode ser um caminho bem promissor para quem tem afinidade com esse setor, seguindo alguns métodos que podem trazer muito dinheiro. 

Como vender cosméticos e aumentar sua renda

Para quem está buscando uma maneira de aumentar a renda, pode se interessar em algum produto que consiga trazer lucros e manter uma boa rede de clientes. Uma opção através da venda de cosméticos, contando com uma boa opção que é qual o melhor colágeno para conseguir vender também no seu negócio de cosméticos.

A crise econômica fez com que muitas pessoas tivessem que procurar uma maneira de ganhar dinheiro vendendo produtos ou revendendo. Assim, uma área que está sempre sendo fomentada é a parte de beleza, contando com diversos cosméticos que podem ser revendidos, assim, veja como vender cosméticos e aumentar sua renda.

Como vender cosméticos e aumentar sua renda

Nos momentos de dificuldades é quando começar a procurar uma alternativa para conseguir fazer dinheiro e tentar algum tipo de novo negócio. Garantir uma boa renda extra para conseguir se manter pode ser alcançada com a revenda de alguns produtos, como é o caso de como vender cosméticos e aumentar sua renda.

Como vender cosméticos e aumentar sua renda (foto: internet)
Como vender cosméticos e aumentar sua renda (foto: internet)

Para quem não consegue pagar todas as dívidas e conta com muitos boletos no final do mês, vai querer vender alguns produtos para conseguir gerar uma renda extra. Assim, o colágeno pode ser uma opção muito, sendo um dos tipos de cosméticos que vem atraindo muitas pessoas interessadas procurando.

Os produtos que podem ser revendidos costumam contar com um investimento baixo para se adquirir, assim, é preciso apenas ter disposição e não ter vergonha de tentar vender os produtos para os conhecidos e depois conseguir montar uma rende de cliente. Assim, dá para encontrar novos clientes e ainda conseguir faturar muito bem e aumentar sua renda.

Qual o melhor colágeno?

A área de beleza atrai muitas pessoas e nunca estevem tão em alta os cuidados com a pele, pois todos querem manter um aspecto mais jovem. A revenda de cosmético é um tipo de produto que muitas mulheres se interessam para conseguir aumentar a sua renda.

Por isso, existem muitas opções de empresas que fornecem cosméticos e que também oferecem espaços para conseguir ter revendedoras trabalhando para essas empresas, por isso, é uma boa opção que tem como mais garantia conseguir resultados já com empresas consolidadas.

Um dos produtos que vem sendo muito procurado é o colágeno, por isso, uma maneira de entender qual o melhor colágeno para conseguir vender também como um dos produtos que  vai fazer com que se consiga muitos clientes em busca de uma pele com aspecto mais jovem.

Entendendo um pouco do mundo dos cosméticos, fica fácil de atrair as clientes e saber quais os produtos mais procurados por elas, como qual o melhor colágeno. Assim, levando em consideração a qualidade de cada um dos produtos para que seja uma maneira de vender e aumentar a sua renda, oferecendo seus benefícios.

Por se tratar de um produto de saúde e de beleza, é importante saber que tipo de produto está vendendo e entender que é importante que tenha qualidade para que o melhor colágeno e outros tipos de cosméticos consigam ser oferecidos e vendidos.

Ganhe dinheiro ensinando o que você sabe

Está precisando de dinheiro a mais? Procurando uma renda extra? Você pode estar procurando algo que está bem debaixo do seu nariz. Já pensou em ensinar algo que você já sabe? Por meio da Plataforma EAD é possível. 

Nos dias de hoje, com o avanço da tecnologia e do alcance da internet você pode investir um pouco do seu tempo para ensinar o que você já sabe a outras pessoas e com isso ganhar aquele extra que está precisando. 

O que ensinar? 

Muitas vezes as pessoas menosprezam o que sabem fazer ou aquilo que tem facilidade em aprender. Você pode utilizar isso como uma forma de renda extra e se der muito certo, pode até se tornar sua renda fixa.

Vamos analisar algumas coisas que você pode ensinar.

  • Artesanato

As pessoas gostam de produtos e peças exclusivas, ou seja, quando só ela ou pouquíssimas pessoas tem aquilo. Você é daquelas pessoas bem criativas, que vê uma latinha ou caixa de leite e já imagina o que aquilo pode se tornar? Então use essa criatividade a seu favor! Proporcione cursos que podem incentivar a criatividade dos seus alunos. 

Você pode fazer objetos exclusivos de decoração, peças de cama, mesa e banho, bolsas, roupas, bijuterias e até móveis. Utilizando produtos recicláveis ou se você sabe fazer crochê, tricô, bordado, use sua criatividade, compre os materiais necessários e divulgue seu material. 

Monte turmas pequenas na sua cidade onde você pode acompanhar o avanço de seus alunos, faça aulas online do passo a passo e crie um canal no youtube.

  • Instrumentos musicais

Se você sabe tocar  algum instrumento musical e domina o manuseio, onde estão as notas, sabe tocar vários ritmos, tá esperando o que pra começar a montar um material e divulgar suas aulas?

Comece a ensinar a crianças o básico do instrumento, acompanhe o avanço delas, ensine músicas clássicas e fáceis, incentive-as, chame seus familiares, primos, sobrinhos, tios. Claro que não será justo cobrar o mesmo valor de um musicista, por exemplo. Mas você pode criar um modelo de curso onde abordará assuntos importantes cobrando um valor mais baixo.

  • Idiomas

Sabemos que é extremamente importante saber outro idioma hoje em dia, porém os cursos são muitos caros e nem todo mundo pode pagar. Muitos intercambistas estão aproveitando a oportunidade que tiveram de aprofundar em um idioma para dar aulas particulares e ganhar um dinheiro extra. 

Você pode ter feito intercâmbio ou dominar algum idioma estrangeiro porque se esforçou bastante para isso, utilize essa ferramenta para ensinar e ajudar outras pessoas a aprender esse idioma. Crie turmas pequenas onde você pode acompanhar mais de perto os alunos ou até mesmo aulas particulares. 

Onde ensinar?

Dependendo da quantidade de pessoas pode ser na sua casa, na garagem, em um salão alugado ou até mesmo na casa de um dos alunos. Você tem que analisar o que vai precisar no curso, os materiais, o espaço necessário para ter um bom aproveitamento. 

Além disso, temos a internet que também pode nos auxiliar nesse quesito. Você pode disponibilizar aulas prontas online ou fazer video chamadas por meio do skype, whatsapp e outros meios de comunicação. 

Como investir em Sites ou Blogs e ter um bom retorno

Muito se fala hoje em dia de como sites e blogs podem impactar positivamente nos negócios e trazer o retorno esperado – mais público, mais chances de negócios e de vendas.

Num mundo dos negócios cada dia mais digital, é quase impensável que um negócio queira obter sucesso sem investir nessas ferramentas essenciais para expandir uma marca e para a empresa falar com um número muitas vezes maior de potenciais consumidores que nos canais tradicionais – que se limitam geograficamente e o alcance das mídias.

Mas o site e o blog têm suas particularidades, que são simples na essência, mas que muitos empreendedores e alguns profissionais de marketing desconhecem. O resultado são investimentos de tempo, pessoal e recurso sem tráfego e com poucas vendas. Como isso pode acontecer?

Vamos falar um pouco de como investir em sites ou blogs e ter um bom retorno.

Alguns passos fundamentais para investir em site e blog e ter retorno

01 – Define claramente o nicho do seu negócio

Para uma empresa que já existe, este trabalho é mais fácil, mas é sempre importante definir claramente que nicho, pois definirá também o púbico que se quer alcançar.

As estratégias com site e blog para vender pick-ups de luxo e automóveis de luxo, por exemplo, são diferentes, mesmo que o poder aquisitivo envolvido seja o mesmo.

02 – Mapeie seu público-alvo

A partir do nicho e dos produtos definidos, você deve definir o seu público-alvo – idade, gênero, localização, renda, estado civil e outros fatores. Definir este público e o nicho levarão sua equipe para a definição das estratégias.

03 – Crie uma identidade visual quase perfeita

O layout, o design, as cores e a diagramação do site e do blog são fundamentais para criar a experiência de usuário que você precisa: visitas mais demoradas, clique em links internos, paginação, interação com comentários, assinatura de newsletter.

Enfim, tudo que possa prolongar e qualificar a comunicação de quem hoje é usuário e, com a qualidade dessas ferramentas, pode se tornar um cliente. Além disso, o Google usa todos esses parâmetros e outros para ranquear sites e blogs nas pesquisas de usuários.

04 – Invista em conteúdos com qualidade e relevância

Informação com qualidade e relevância é a alma de um site e um blog. É importante que os artigos, descrições de produtos, textos de chamada, vídeos e imagens componham um quadro que:

  • Atraia seu público: visualizações, cliques e navegação;
  • Forme autoridade: conteúdos que demonstram a força da sua empresa no setor e nos assuntos relacionados;
  • Crie engajamento: conteúdos atraentes e que tenham visibilidade;
  • Provoque negócios.

Evidentemente, é um grande funil onde o resultado do fundo será uma pequena parte do topo. Mas esse resultado pode ser excelente para o seu negócio, e só será obtido com esse investimento: comunicação de qualidade. E você poderá contratar uma agência de conteúdo para ajudar nessa questão.

Mas antes: por que investir em site e blog?

As vantagens são muitas e importantes, e certamente se encaixam no seu negócio.

São as novas identidades da empresa

Podemos dizer, sem exagero, que o site e o blog são o CPF e o RG da sua empresa no mundo dos negócios. Quando vemos o impacto negativo de não estar online, o CNPJ perde até o sentido.

É com essas ferramentas que os clientes vão achar a empresa e se relacionar com ela. Estar sem identidade virtual é perder muito espaço para a concorrência.

Seu negócio funcionando 24 horas por dia, 7 dias por semana

Você pode montar tudo durante o dia, e sua empresa será consultada e vai vender de madrugada. Essa é uma das principais vantagens do site: sua empresa nunca fecha.

E o blog cumpre a mesma disponibilidade com conteúdos de relacionamento, portanto fixando sua marca por mais tempo na mente do consumidor.

Tem um alcance muito maior

Seu negócio poderá ser visto por milhares de pessoas ao mesmo tempo e milhões todos os dias. É um alcance que nenhum canal tradicional de relacionamento – telefone, balcão, visitas – pode dar.

O grau de visibilidade será ditado pelas estratégias de marketing digital.

 

 

 

5 motivos para tirar seu dinheiro da poupança e começar a investir

Poupar é uma atividade praticamente obrigatória no Brasil. Nossa economia está sempre sujeita às mais variadas instabilidades, principalmente quando falamos em planejar a médio e longo prazo, como nos empreendimentos e na compra de imóveis.

O brasileiro poupa – ou tenta ao máximo – para todos os sonhos: o primeiro carro, um imóvel próprio ou uma grande reforma, aquela viagem de férias por várias cidades, ou começar a formar um capital para os estudos dos filhos.

A poupança também é uma forma de manter o dinheiro rendendo, porém o produto financeiro mais popular, a Poupança, é o menos rentável. Então não é mais interessante aplicar o dinheiro em um investimento que proteja melhor as suas economias?

Vamos falar de 5 motivos para tirar seu dinheiro da Poupança e começar a investir.

Caderneta de Poupança: características

Liquidez

A liquidez a rapidez com que você pode ter o seu investido disponível em uma situação de urgência – em espécie ou no saldo bancário. Para exemplificar, imóveis são itens de baixa liquidez, já que vender, desembaraçar e receber o valor da venda demoram bastante.

A poupança não depende de carência de depósito e autorização de gerente; quando precisa, é só sacar da conta ou transferir, perdendo o proporcional de juros – o que acontece com qualquer investimento.

Livre de taxas e impostos

A Poupança não paga taxas de administração para os bancos e também não paga impostos na hora do saque.

Protegida contra falências

A Poupança é um investimento protegido pelo Fundo Garantidor de Crédito, um fundo de contribuição obrigatória de todos os bancos que querem oferecer produtos de investimento e que visa pagar os investidores, de determinados produtos e entre eles a Poupança, no caso de falências ou calotes para contas com saldo até 60 mil de forma integral e de forma proporcional até 249 mil.

Por que tirar seu dinheiro da poupança e começar a investir?

01 – Caderneta de Poupança é a pior das aplicações

Quando o Brasil não tinha a variedade de produtos financeiros, muitos permitindo iniciar com valores pequenos, a Poupança reinava como a opção da maioria – e sempre com um rendimento muito baixo.

Atualmente, por força de mudanças na taxa Selic – onde o rendimento da Poupança é ancorado – o rendimento tornou-se pior, muitas vezes abaixo da inflação. Hoje ela é a pior opção em termos de rentabilidade.

02 – Caderneta de Poupança não é investimento

Por investimento, nós chamamos todo tipo de poupança que gere um resultado onde o dinheiro esteja, no mínimo, valendo mais que a inflação durante todo o período da aplicação.

A Caderneta de Poupança, pelo rendimento que comentamos, não se enquadra em um investimento – e se você quer mesmo investir, seu dinheiro está no lugar errado.

03 – Caderneta de Poupança rende no aniversário – ou não rende

Este é um dos piores aspectos da Poupança em relação aos investimentos.

Todos conhecemos a data de aniversário no conceito da Poupança. O dinheiro rende naquele dia, passando 30 dias sem saque. Se você retirar 1 dia antes, ele não renderá, ao contrário dos demais produtos financeiros que paga proporcionalmente ao tempo de permanência do valor.

04 – Caderneta de Poupança não é a única opção de liquidez imediata

Sim, se você veio até aqui, descobriu que uma das maiores vantagens da Poupança não é exclusiva dela. Existem investimentos, como o CDB, que permitem liquidez imediata e sem perder o rendimento até o dia do resgate.

05 – Investir em outros produtos é muito simples

Hoje em dia, você pode escolher, simular, aplicar e resgatar o seu saldo bancário em poucos cliques no seu smartphone ou na tela do computador. Também pode contar com gerentes que se qualificam cada vez mais em Investimentos, pelas exigências do mercado.

Ou seja, você pode investir fácil, ter muito controle e movimentar sem burocracia.

 

 

 

 

5 dicas para trabalhar com aluguel de materiais para festas!

O segmento de aluguel de itens para festas tem crescido muito nos últimos anos, movido principalmente pela comodidade e praticidade.

Podemos montar uma festa alugando praticamente tudo que for necessário, dos painéis – com diversos temas – e peças decorativas em festas infantis até cadeiras e mesas em festas em geral.

Cada festa tem o seu perfil de necessidades e é perfeitamente possível montar um negócio que atenda cada um desses perfis. O maior ganho para os clientes é financeiro: não investir em itens que muitas vezes serem usados apenas uma vez.

E um ponto muito positivo sobre o mercado consumidor deste negócio: não só pessoas dispostas a montar a própria , mas também casas de festas e empresas organizadoras de eventos também preferem, muitas vezes, alugar do que criar estoques de itens para a grande diversidades de temas.

E como podemos iniciar e ter eficiência neste segmento?

Vamos falar de 5 dicas para trabalhar com aluguel de materiais para festas

1 – Defina claramente quem será o seu público-alvo

Para o mercado de aluguel de itens para festas, os clientes em potencial são as casas de festas, empresas de organização de eventos e pessoas físicas. Podemos ver que é um universo muito grande.

Cada nicho tem necessidades de quantidade, de itens e urgência distintas e trabalhar com todas eles ao mesmo tempo pode prejudicar o atendimento em todos também.

Para pessoas físicas, basicamente são os utensílios de festas adultas e infantis. Para casas de festas e organizadores de eventos, a quantidade será muito diferente e a urgência também, são empresas que vão atender outros clientes. A dinâmica de negociação e atendimento também muda bastante.

O recomendado é escolher um nicho e desenvolver o negócio por um bom tempo até que se tenha experiência e domínio suficientes para incluir mais um público-alvo.

2 – Escolha com atenção a sua linha de produtos

Não é indispensável que você atenda todos os itens de uma festa. Você pode escolher atender apenas mesas, cadeiras e equipamentos, ou utensílios e peças de decoração ou todos os itens.

Conforme a linha de produtos escolhida, serão tomadas as decisões seguintes – o público-alvo, o tamanho do ponto comercial, a logística de entrega.

3 – Defina com clareza o seu público-alvo

Este ponto é crucial: se você vai alugar para pessoas físicas ou para casas de festas, a forma de definir o perfil deste público muda completamente. Cada um tem fatores de pesquisa para mapear e descobrir se ele tem uma dimensão que viabiliza o perfil do negócio definido.

Você pode descobrir que não tem mercado grande o suficiente para explorar e ter o retorno de faturamento e lucro que deseja. Então pode ser a hora de redefinir o nicho ou a abrangência de atuação para chegar no público-alvo.

Ou seja, o seu modelo de negócio pode mudar completamente na hora que descobrir o tamanho do seu mercado.

4 – Conheça a sua concorrência

É o momento de descobrir que vai disputar clientes com você, o que eles oferecem e quais os pontos fortes e fracos. Você pode descobrir formas de atendimento e produto que te diferenciem.

5 – Planeje cuidadosamente o tamanho da sua loja

Conforme o nicho definido, você determinará o espaço que vai precisar.

É um negócio que você pode conduzir em home office, com uma economia grande em custo de implantação e despesas operacionais. Porém, pesquise o seu condomínio, vizinhança e até mesmo a prefeitura podem ter restrições.

Pensando em uma expansão futura, projete um imóvel com o maior espaço possível, assim você evita mudanças – que têm um custo alto.

 

Veja aqui opções de cadeiras plásticas antes de começar a investir no seu negócio.

 

ferramentas-trabalhar-em-casa-3

5 ferramentas essenciais para trabalhar em casa com sucesso

Tenho certeza que você já ouviu falar que é ótimo trabalhar em casa – a liberdade de escolher o que você quer fazer, quando você quer fazer isso e sem as dificuldades de longos deslocamentos, colegas fofoqueiros ou um chefe respirando no seu pescoço.

É verdade que as oportunidades de trabalhar em casa cresceram 103% desde 2005. Mais pessoas estão saindo do emprego 8 às 17 e querendo ser freelancer, empreendedor ou apenas querem ganhar alguma renda online.

E não há escassez de trabalhos para trabalhar em casa disponíveis para mães que ficam em casa também; você nem precisa de um diploma ou experiência para começar.

Mas trabalhar em casa é um desafio todos os dias. Você precisa da motivação para se colocar lá e do foco para gerenciar seu trabalho.

Você também não pode iniciar um negócio baseado em casa em seu smartphone. Sem o equipamento certo, será difícil começar e até mesmo expandir seus negócios no futuro.

Se você tem interesse em blogar para ganhar a vida, tenho um tutorial simples sobre como iniciar um blog para sua empresa.

Para ajudá-lo, aqui estão 5 ferramentas (e um bônus) que uso para executar um negócio de redação freelancer.

ferramentas-trabalhar-em-casa-1

Descubra como trabalhar em casa!

1. Computador ou Laptop

Eu sei – isso é básico. Claro, você pode usar seu laptop antigo a partir de 2002 ou uma versão antiga do Windows XP para administrar sua empresa, mas logo descobrirá que isso não vai funcionar.

Eu pessoalmente tenho um MacBook Pro usado de 2012 que está totalmente atualizado com um SSD e maximizado na RAM.

2. Um sistema de gerenciamento de tarefas

Com qualquer trabalho que você decida fazer – seja escrevendo por escrito, ajudando virtuais ou abrindo sua própria loja, você precisa de um sistema para acompanhar suas tarefas e a contabilidade.

Para mim, são o Trello e o Google Sheets.

Trello

É uma ferramenta organizacional para seus projetos. Você pode fazer várias fichas e dentro de cada uma dessas você pode atribuir tarefas durante a semana.

Eu tenho várias placas para o trabalho e para casa. O que eu mais uso é Tarefas de Escrita Semanal. No domingo, eu atribuo todas as minhas tarefas relacionadas à escrita e gradualmente as movo para os dias correspondentes.

Agora, eu também uso uma caneta e papel comuns para escrever tarefas “no momento”, mas o Trello parece me ajudar a organizar minha semana.

Google Drive

Eu amo o Google Drive! Eu não tenho que clicar em “salvar” depois de tudo e posso personalizá-lo para o meu gosto. Como meu negócio tem crescido ultimamente, eu precisava de um sistema de gerenciamento de projetos que pudesse me dar uma ideia do que precisa ser feito.

Se você ainda não descobriu o Google Drive, faça login na sua conta e divirta-se!

3. Um nicho ou serviço

Você decidiu que quer ficar em casa e trabalhar. Se você é uma mãe, então isso é exatamente o que eu fiz. Eu tenho gêmeos e sabia que queria ficar em casa e cuidar deles. Mas eu tinha que encontrar uma maneira de ganhar uma renda.

E eu fiz isso primeiro descobrindo o que eu deveria fazer e, em seguida, que tipos de serviços eu deveria oferecer.

Desde que eu gosto de escrever, a escrita freelance foi um ajuste natural. Há muitos tipos diferentes de escrita que você pode fazer on-line – redação, escrita de blog, redação de artigos, conteúdo de sites, resenhas, reescritas, a lista pode continuar.

Eu escolhi a escrita do blog, a redação do artigo e o conteúdo do site quando comecei. Depois de descobrir o que você quer fazer – fotografia freelance, design gráfico, coaching, gerenciamento de blogs, sente-se e pense nos serviços que deseja oferecer.

Eu recomendaria começar com apenas um punhado de serviços e com o tempo você pode diminuir ou melhorar o que você está oferecendo.

4. Um site

Você sabe a única coisa que melhorou drasticamente minha renda? Ter um website dedicado aos meus serviços.

Quando comecei, tinha um perfil numa rede social e não conseguia nenhum emprego. Mas, assim que criei meu próprio site e me coloquei lá fora, tudo mudou!

ferramentas-trabalhar-em-casa-2

Aprenda quais as ferramentas para trabalhar em casa!

Meu site teve muitas mudanças desde que eu comecei, sempre mudo meu design e aparência geral. Mas, se você é novo, não precisa se preocupar muito com a otimização do seu site.

Se você tiver um blog estabelecido, vá em frente e coloque uma página de serviços ou uma página de contratação. Com o tempo, você pode planejar ter um site separado dedicado aos seus serviços.

Para divulgar o seu blog, você pode fazer um curso de seo online.

5. Uma ferramenta de agendamento

Como uma mãe que trabalha em casa, o tempo é difícil de conseguir, certo? Especialmente se você tiver pequenos para cuidar durante esse dia.

Você tem datas, tarefas, culinária e muitas outras tarefas no dia do seu filho! Isso é muito. E não se esqueça que você tem que escrever um post no blog, obter um gráfico e promover o seu post, assim como terminar qualquer trabalho do cliente que você tenha.

Então, para ajudar você a economizar tempo, invista em uma ferramenta de agendamento como o Tailwind. De longe, a melhor ferramenta que usei para criar meu blog para mais de 20.000 pageviews por mês.

6. Bônus! Um lugar para trabalhar

Você trabalha em casa, mas isso não significa que você pode trabalhar em qualquer lugar da sua casa. Claro, você pode apoiar os pés no sofá enquanto preenche um pedido ou edita uma peça em seu laptop.

Mas, com o tempo, tentar trabalhar em locais diferentes ao redor da casa irá atrasá-lo e você notará uma diminuição na produtividade. É por isso que tenho uma mesa no meu quarto. Coloco meu laptop em um suporte, conecto meu teclado e mouse sem fio e estou pronto para produzir.

ferramentas-trabalhar-em-casa-3

Aprenda a utilizar as ferramentas certas para trabalhar!

E como tenho filhos pequenos, gosto de ter um local central para minhas anotações e materiais de escritório (como minha água, caneca de café e canetas).

Se você tem um lugar pequeno, você pode achar que você tem que montar uma loja em sua cozinha ou em seu escritório. Meu marido também trabalha em casa e faz a maior parte de seu trabalho no andar de baixo, no quarto de hóspedes. Mas ele também gosta de trabalhar no andar de cima e está pensando em colocar uma mesa na sala de estar.

Então, faça o que já funciona e cumpra-o! Trate o seu negócio em casa como um trabalho que você iria para ele.

Não há muitas coisas que você precisa para começar: um laptop, um sistema de gerenciamento de tarefas, um serviço, um site e um lugar para trabalhar.

Você já pensou em trabalhar em casa?