Category Archive Capacitação

Como se destacar no mercado de trabalho de contabilidade? (Foto de Andrea Piacquadio no Pexels)

Como se destacar no mercado de trabalho de contabilidade?

Estudar Ciências Contábeis significa acessar um diploma universitário com elevada empregabilidade e diversas opções profissionais no mercado de trabalho nacional e internacional.

Damos-lhe alguns motivos para valorizar estes estudos e o perfil profissional que pode desenvolver.

Com a carreira dentro de um escritório contábil, você dominará os principais conceitos e ferramentas para gerenciar um negócio em qualquer campo.

Em que consiste a carreira de Contabilidade?

A contabilidade é a disciplina que permite controlar e refletir a atividade económica de uma empresa. Seu objetivo é fornecer dados e informações confiáveis ​​sobre os resultados que a empresa obteve em um determinado período de tempo. 

Essas informações são usadas para os gerentes de negócios tomarem decisões; portanto, a contabilidade é uma parte básica de qualquer negócio e é necessária para que funcione.

A carreira em Contabilidade dura cerca de 4 ou 5 anos no Peru e é ideal para pessoas com habilidades de cálculo e que gostam de disciplinas relacionadas a matemática, estatística, economia e negócios. 

Como um graduado, você terá habilidades para resolver problemas financeiros e será responsável por tarefas como lidar com dados numéricos, analisá-los e sintetizá-los para relatórios e tomada de decisões estratégicas.

As habilidades que você desenvolverá durante o curso e que o ajudarão a ser um bom especialista em Contabilidade são basicamente as seguintes:

  • Raciocínio numérico
  • Precisão de cálculo
  • Capacidade de síntese
  • Capacidade de trabalhar em equipe
  • Capacidade de iniciativa e resolução

Além disso, durante o seu desenvolvimento profissional você aprenderá a trabalhar em equipe de forma eficaz e a funcionar em diferentes ambientes e, claro, a trabalhar sob pressão e cumprir os prazos impostos pela Administração.

Ramos da Contabilidade

A Contabilidade é uma disciplina muito ampla que abrange vários campos, pelo que se divide em vários ramos que se classificam de acordo com a origem dos recursos, a atividade da empresa em que operam e as informações com que trabalham.

De acordo com a origem dos recursos

Contabilidade pública: é responsável pelos procedimentos associados à contabilidade das unidades governamentais, ou seja, das empresas do setor público.

Contabilidade Privada: é o ramo da Contabilidade responsável pelos procedimentos contábeis de uma empresa privada.

De acordo com a atividade da empresa

Contabilidade industrial: é a disciplina encarregada de atuar nas empresas que transformam matérias-primas em produtos manufaturados.

Contabilidade comercial: dedica-se ao controle dos movimentos econômicos e financeiros gerados nas empresas que compram e vendem produtos para consumo direto.

Contabilidade para empresas extrativas: é uma forma específica de contabilidade para empresas especializadas na exploração de recursos naturais.

Contabilidade de serviços: é o ramo especializado em empresas prestadoras de serviços.

De acordo com as informações com as quais trabalham

Contabilidade de custos: esta disciplina dedica-se ao registo, apresentação e análise dos custos de desenvolvimento dos produtos fabricados pelas empresas; é essencial definir um custo mínimo para as transações.

Contabilidade Financeira: este tipo de Contabilidade é dedicado ao registro e classificação das transações financeiras; também prepara e apresenta demonstrações financeiras para uso por usuários internos e externos.

Contabilidade de Gestão: ramo especializado na utilização da informação da Contabilidade Financeira combinada com a Contabilidade de Custos para fazer uma análise dos custos totais relacionados com o rendimento.

Contabilidade administrativa: enfoca os aspectos administrativos da empresa, especialmente para avaliar o cumprimento dos objetivos. Também planeja as ações e recursos a serem utilizados.

Contabilidade tributária: é o ramo da Contabilidade que se dedica ao registro e elaboração de relatórios relativos à declaração e pagamento de tributos.

5 coisas deliberadas a fazer para melhorar suas negociações (Foto de Oleg Magni no Pexels)

5 coisas deliberadas a fazer para melhorar suas negociações

Muitos traders estão simplesmente trabalhando, pensando que se eles gastarem tempo suficiente nos mercados, analisando gráficos, lendo livros e estudando cursos, seu nível de habilidade irá melhorar. 

“Colocar horas” é necessário quando você está começando, pois há muito o que aprender. Mas investir horas não aumentará necessariamente seu potencial de lucro. Assim, se dedique e faça um curso de trade esportivo.

Se você sempre faz a mesma coisa e comete os mesmos erros, dedicar seu tempo ao trabalho irá enraizar ainda mais esses hábitos. Para melhorar, faça escolhas repetidas e deliberadas. Aqui estão cinco coisas para começar a fazer hoje para melhorar seu desempenho.

PRINCIPAIS CONSIDERAÇÕES

Negociar pode ser desafiador, especialmente para aqueles que estão apenas começando no mercado, mas muitos erros iniciais podem ser corrigidos com educação e experiência.

Se você não consegue descobrir algo, peça ajuda! Mesmo que pareça um pequeno problema, existem vários recursos online e offline que você pode procurar.

Dito isso, mantenham suas armas! Outros podem desencaminhá-lo e levá-lo a agir emocionalmente em vez de logicamente.

Prática, disciplina e foco são essenciais para mantê-lo negociando de forma inteligente e estratégica, dia após dia.

Obter ajuda

Tenha alguém em sua vida que o torne responsável por suas negociações. Chame-os de árbitro comercial. 

Lapsos na disciplina podem acontecer com qualquer pessoa, então ter alguém em sua vida que o mantenha responsável irá manter esses lapsos ao mínimo e os erros menos onerosos.

Essa pessoa pode ser um mentor, treinador ou apenas um amigo ou membro da família (não necessariamente um comerciante, mas pode ser) a quem você contou seu plano e que mantém atualizado sobre seu desempenho. 

Escolha o seu árbitro comercial com cuidado. Escolher a pessoa errada pode causar tanto mal quanto bem.

Além da ajuda das pessoas, existem vários recursos online para educação e treinamento de comerciantes e, claro, também resmas de livros sobre o assunto que podem e devem ser consultados quando necessário.

Evite opiniões de outras pessoas sobre negócios

Falar sobre estratégias com outros negociadores ou discutir seu desempenho com o árbitro de negociação é bom, mas evite as opiniões de outras pessoas quando se trata de negociações específicas. 

Negocie seu plano de negociação, do seu jeito. Não importa se um comerciante que você respeita diz que vai comprar quando seu plano diz para vender. Você deve seguir seu próprio plano. 

Não deixe as palavras de outra pessoa arruinarem todo esse trabalho.

Prática

Uma estratégia pode parecer simples na superfície, mas mesmo uma estratégia simples é difícil de implementar em condições reais de mercado. 

Cada dia, cada tendência, cada retrocesso é ligeiramente diferente; nada parece exatamente igual ao dos exemplos dos livros didáticos. 

Se você não praticou, provavelmente perderá a oportunidade, entrará muito cedo ou cometerá erros no dimensionamento de sua posição.

 Construa sua base de habilidades em sessões práticas, para que você não aprenda as lições difíceis quando o dinheiro real está em jogo.

Clareza mental, todos os dias

Cada dia, reserve um minuto antes de operar para ter certeza de que está se sentindo lúcido, focado e presente. 

Também tome alguns segundos para reiterar que você está aqui para negociar, não para verificar suas contas de mídia social, e-mail ou assistir a vídeos online. Quando você negocia, concentre-se na negociação.

Como se tornar um marmorista? Vale a pena? (Foto de Henry & Co. no Pexels)

Como se tornar um marmorista? Vale a pena?

A maioria dos instaladores de pisos e assentadores de azulejos e mármore trabalham em tempo integral. Em ambientes comerciais, os instaladores podem trabalhar à noite e fins de semana para evitar perturbar as operações comerciais regulares.

Educação e treinamento

Os instaladores de pisos e assentadores de azulejos e mármore geralmente aprendem seu ofício no trabalho, às vezes começando como ajudantes. Alguns aprendem por meio de um estágio em uma boa Marmoraria.

Educação

Não há requisitos específicos de educação para alguém se tornar um instalador de pisos ou construtor de azulejos e mármore. Um diploma de ensino médio ou equivalente é preferível para aqueles que entram em um programa de aprendizagem.

Os cursos profissionalizantes, de matemática e arte do ensino médio são considerados úteis para instaladores de pisos e assentadores de azulejos e mármore.

Treinamento

Os instaladores de pisos e assentadores de azulejos e mármore geralmente aprendem suas funções por meio de treinamento no local de trabalho, trabalhando com instaladores experientes.

Embora os trabalhadores possam entrar no treinamento diretamente, muitos começam como ajudantes.

Novos trabalhadores geralmente começam realizando tarefas simples, como mover materiais. À medida que ganham experiência, recebem tarefas mais complexas, como cortar carpetes. 

Alguns ajudantes de instalador de ladrilhos tornam-se finalizadores de ladrilhos antes de se tornarem instaladores de ladrilhos.

Alguns instaladores de pisos e assentadores de azulejos e mármore aprendem seu ofício por meio de um estágio de 2 a 4 anos. Esta instrução pode incluir matemática, requisitos de código de construção, segurança e práticas de primeiros socorros e leitura de planta.

Depois de concluir um programa de aprendizagem, os instaladores de pisos e assentadores de azulejos e mármore são considerados trabalhadores temporários e podem desempenhar suas funções por conta própria.

Instaladores de piso e configuradores de azulejos e mármore colocam e fazem o acabamento do carpete, madeira, vinil e azulejo.

Deveres

Instaladores de pisos e assentadores de azulejos e mármore normalmente fazem o seguinte:

  • Remova o piso ou revestimento de parede existente
  • Limpe e nivele a superfície a ser coberta
  • Meça a área e corte o material do piso para caber
  • Organize o piso de acordo com os planos de projeto
  • Coloque o piso, usando adesivos, pregos ou grampos
  • Preencher as juntas com composto de enchimento e remover o excesso de composto
  • Apare o excesso de carpete ou linóleo
  • Aplique os acabamentos necessários, como selantes e manchas

Quase todos os prédios têm um piso acabado, e instaladores de piso, ladrilhos e mármore colocam os materiais que melhoram a aparência de casas, escritórios, restaurantes e outros edifícios. 

Embora a maioria dos materiais instalados por esses trabalhadores cubra apenas pisos, alguns materiais também são instalados em paredes e bancadas ou em chuveiros.

É necessária uma base lisa e uniforme de argamassa ou compensado para a instalação de pisos e ladrilhos. 

A base pode ser instalada por instaladores de pisos e assentadores de azulejos e mármore ou por outros artesãos de construção. Ao remodelar, os trabalhadores podem precisar remover o piso antigo e alisar a superfície.

Qualificações ou experiência: o que é mais importante? (Foto de Tirachard Kumtanom no Pexels)

Qualificações ou experiência: o que é mais importante?

Com o aumento das colocações na universidade, vem o aumento das qualificações, e logo começou a parecer que a única maneira de colocar o pé na porta era ter uma série de letras depois do seu nome.

Mas nem sempre foi assim, e com mais opções de cursos online gratuitos com certificado fazendo alguns pensar duas vezes antes de buscar um ensino superior.

Além de reclamações de alguns setores de que os graduados universitários não estão preparados para o local de trabalho.

É hora de a experiência de trabalho se tornar o atributo preferido para os empregadores, ou as qualificações ainda destacam o melhor candidato?

Qualificações são mais importantes

Os recrutadores costumam escrever anúncios de emprego que especificam que um diploma é necessário para o trabalho, portanto, o mercado decide sobre esse ponto e valoriza os graus. 

Além disso, existem mais empregos hoje do que há 50 anos que envolvem trabalhar com o cérebro e menos empregos que envolvem habilidades manuais.

Afinal, um diploma é um começo na vida profissional. Assim, a experiência, para lhe dar o devido lugar, proporcionará cada vez mais oportunidades para um maior desenvolvimento da pessoa.

No entanto, a educação muda você. Dado o mesmo tempo decorrido, um curso de educação trará uma compreensão maior do que a experiência pode fornecer.

Assim, a experiência pode lhe ensinar que “fazer dessa forma não funciona”, mas a educação dá-lhe o conhecimento teórico e habilidade analítica para mostrar por que não funciona.

 A educação desenvolve sua velocidade de aprendizagem e capacidade de aprender em profundidade.

Assim, os experientes aprendem novos processos de ideias ou tecnologias, mas os educados os aprendem mais rápida e profundamente.

Os graduados que são os melhores em entregar alto valor de pós-graduação vêm de cursos “sanduíche” com um ano na indústria. Eles têm uma grande combinação de teoria e rigor, com um forte entendimento da aplicação do conhecimento.

Experiência é mais importante

Se um jovem de 21 anos com 3 anos de experiência sólida que concluiu algumas qualificações relevantes da indústria durante esse tempo é um recurso mais ou menos valioso do que um recém-formado universitário que mal pisou em um escritório antes?

Um diploma costumava ser o principal fator de decisão sobre quem conseguia o emprego, mas acho que, à medida que mais e mais pessoas se graduaram. 

Especialmente nos últimos anos, os empregadores ficaram menos impressionados como um todo e se concentraram mais na experiência.

Se você perguntasse à maioria dos empregadores se eles selecionariam um graduado inexperiente com 3 anos de educação, mas nenhuma experiência tangível, ou um estudante que concluiu a faculdade com 3 anos de experiência relevante, qual a resposta?

Obviamente, isso difere em algumas profissões onde um certo nível de educação é necessário para progredir além de um certo ponto, ou seja, direito, contabilidade, engenharia, etc.

O ideal é uma boa combinação de conhecimento teórico e compreensão prática, e acredito que isso seja melhor. 

No entanto, pelo que vejo no dia a dia, o cobertor de conforto de ver um indivíduo com a combinação exata de experiência para uma vaga balança um empregador na maioria das circunstâncias ”.

Quer trabalhar como motorista? Confira algumas dicas (Foto de JESHOOTS.com no Pexels)

Quer trabalhar como motorista? Confira algumas dicas

Para poder trabalhar como motorista, existem diversas opções, seja para trabalhar como particular, dirigindo vans, carros para serviços de transporte ou ainda para trabalhar com caminhão.

De qualquer modo, é necessário passar na prova. Considere fazer um simulado detran rj para conseguir tirar a carteira de habilitação, considerando pegar uma categoria. Além disso, é necessário ter atenção a legislação para atender a demanda. 

Os empregadores têm obrigações importantes de proteger os funcionários, inclusive quando estão operando um carro no decorrer de seu trabalho. Mas, em termos muito práticos, a segurança rodoviária é uma responsabilidade compartilhada.

O ambiente de condução é dinâmico – as condições da estrada, do tempo e do tráfego mudam com frequência. É difícil escrever uma política ou procedimento para abordar todos os eventos possíveis que um motorista possa encontrar.

Seu empregador depende de você para aplicar conscientemente seu treinamento, habilidades de condução e bom senso, além dos procedimentos explicados no plano de segurança no trânsito. 

Mais importante, sua família e amigos estão contando com você para chegar em casa com segurança no final de cada dia.

Aqui estão algumas coisas importantes que todo motorista precisa considerar.

Antes de dirigir

Prepare-se – Você está bem descansado, alerta e confiante para chegar ao seu destino?

Prepare um plano de viagem – Verifique a rota que você pretende viajar e escolha uma rota alternativa, apenas por precaução. Verifique as condições do tráfego e da estrada. Configure um contato de check-in e compartilhe seu plano com seu supervisor.

Prepare o seu veículo – O assento, os espelhos e o apoio de cabeça estão ajustados para você? Faça uma inspeção pré-viagem para confirmar que tudo está funcionando corretamente. A manutenção está atualizada? Se você acha que o veículo não está preparado para a viagem, converse com seu supervisor.

Enquanto você dirige

Cabe a você conhecer as regras e segui-las.

Use seu cinto de segurança.

Faça uma pausa ao dirigir pelo menos uma vez a cada duas horas. Estique as pernas. Faça uma caminhada rápida. Reidratar.

Preste atenção e evite distrações. Não use um telefone celular nem ajuste o GPS enquanto estiver dirigindo. Quando você está ao volante, dirigir é seu único trabalho.

Dirija pelas condições. Os limites de velocidade são definidos para condições ideais de direção. Ajuste sua velocidade para que seja adequado para você e seu veículo nessas condições.

Depois de dirigir

Relate qualquer dano ao veículo ou manutenção necessária.

Compartilhe informações sobre rotas inseguras ou itens a observar, para que seus colegas não encontrem os mesmos problemas, estejam mais bem preparados ou possam fazer outros ajustes, como o tempo.

Para ser motorista é necessário buscar constante atualização nos seus serviços prestados, com resultados que devem ser alinhados a política da empresa. É fundamental também saber dirigir com segurança, evitando que aconteçam acidentes, além de cumprir as obrigações.

O novo motorista precisa ter vontade de crescer dentro da empresa e saber vestir a camisa mesmo, com determinação para conseguir alcançar cada vez mais espaço dentro da carreira de motorista hoje.

Como usar o WhatsApp Business? (Foto: pixabay)

Como usar o WhatsApp Business?

Quem tem um negócio próprio sabe que precisa lidar com clientes, sendo o WhatsApp uma ferramenta muito importante para ter um relacionamento e manter um bom atendimento com os clientes.

O problema é muitas vezes, lidar com diversas conversas ao mesmo tempo pode ser bem confuso, e no fim, o aplicativo pode acabar atrapalhando mais do que ajudando. Dessa forma, o WhatsApp Business é uma ótima solução.

Essa é uma versão do app que é voltada apenas para negócio, confira o aplicativo whatsapp gb pro. Em uma olhada inicial, não tem grandes diferenças que o aplicativo convencional, mas basta o uso de por alguns minutos para descobrir as ferramentas que são bem úteis no aplicativo.

Baixe o app

Para começar, é possível baixar o aplicativo diretamente na Google Play ou App Store, sendo necessário baixar um novo aplicativo, visto que ele é separado e diferente do tradicional.

Ao abrir o aplicativo pela primeira vez, ele pergunta o número de celular que vai ser utilizado para gerenciar o perfil no aplicativo. No mundo ideal, a conta pessoa deveria ficar separada da conta profissional e isso pode ser feito no mesmo aparelho, suportando mais de um chip.

Caso use a sua conta pessoal, ela vai ser desconectada do WhatsApp convencional, podendo importar o histórico de mensagens. Depois de fazer essa seleção, a próxima parte é editar o perfil.

Configurações

Vai ser necessário escolher um nome que vai aparecer no perfil do app, precisando escolher também uma categoria para a empresa. O programa vai poder ser utilizado dessa maneira, do jeito mais básico.

Existem alguns ajustes que devem ser realizados que vão transformar a ferramenta. Essas configurações ficam na parte de “Ajustes da empresa” que podem ser acessadas no aplicativo mesmo.

Ao entrar nessa área, é possível preencher com mais detalhes o seu perfil comercial. Uma função bem útil é criar um catálogo com os seus produtos, onde é possível colocar imagens, mas também preços e descrições.

No link curto, é possível colocar a URL do seu site, assim, os clientes quando clicam nela, são direcionados automaticamente para o seu site, em uma janela dentro do WhatsApp permitindo um contato mais direto.

Tem uma parte também de etiquetas, que basicamente, serve para que não precise ficar tão perdido no meio de tantas conversas abertas com os clientes. Também não vai ser necessário adicionar o contato para saber com quem está falando.

Para adicionar uma etiqueta, é só clicar no cabeçalho da janela da pessoa com quem está conversando, definindo a etiqueta que quer usar.

Depois, também será possível configurar mensagens automáticos, o que vai ser bem útil para o cliente achar que está falando sozinho. Podem ser configuradas mensagens de ausência, definindo um horário para o qual ela será enviada, por exemplo, fora do horário de experiente. 

A mensagem de saudação também pode ser usada quando a pessoa entra em contato pela primeira vez, personalizando a mensagem. Tem também as respostas rápidas que permitem que sejam usadas por atalhos, facilitando ainda mais o uso do app.

4 ideias de trabalhos autônomos (Foto: Depositphotos_176441848_s-2019)

4 ideias de trabalhos autônomos

Cada vez mais pessoas tem procurado uma forma de trabalhar sem ter que depender de empresas, concentrando em si mesmo para exercer a atividade. Caso esse seja o seu caos, vamos dar algumas dicas sobre como escolher algum trabalho autônomo que seja lucrativo e que possa ajudar nessa mudança de ritmo.

Muitas atividades podem necessitar algum planejamento, comprando equipamentos para montar um espaço para realizar as atividades, como a organização de um escritório, com mesas, computador, outros necessitam de tatames eva para montar um espaço para dar aulas ou atividades com crianças. 

Por que trabalhar como autônomo? 

Está cada vez mais comum o trabalho em casa, seja para ter um complemento na renda, realizar o sonho de se tornar um empreendedor ou para sair do modo de trabalho de empresas. Por isso, procurar um trabalho autônomo, quando bem planejado, pode trazer um ótimo lucro mensal. 

Existem diversos tipos de trabalhos autônomos que são lucrativos, mas também vai depender do conhecimento e habilidades que cada um tem. Tem que ser bem determinado e saber se planejar, pois como é um empreendimento, demanda muita responsabilidade para não se perder na falta de chefe. Veja algumas sugestões: 

1 – Consultoria

Quem já conquistou uma boa bagagem profissional, pode aproveitar para ajudar outas pessoas que ainda não tem essa experiência no mesmo ramo. Ainda consegue ganhar dinheiro fazendo isso. Um consultor experiente vai conseguir cobrar para dar a sua opinião, trazendo valor aos seus clientes.

2 – Compartilhando conhecimento

Uma outra oportunidade para aproveitar o conhecimento que conseguiu é organizar aulas, palestras ou fazer algum tipo de workshop na sua área de conhecimento. Esse é um dos trabalhos autônomos mais tradicionais e se conseguir trabalhar fazendo uma boa divulgação dos seus serviços, vai encontrar um público qualificado que vai gerar ótimos lucros.

3 – Loja online

Se não se der muito bem com dar aulas e organizar esse tipo de atividade, uma boa ideia é montar uma loja online. Podem ser vendidos produtos que você mesmo faz ou ainda revender algum tipo de produto. Para conseguir ter sucesso no ramo de e-commerce, é muito importante definir bem quem vai ser o seu público, também começando a entender mais sobre as técnicas de marketing digital que podem ser aplicadas.

4- Freelancer

Tem algum tipo de habilidade como escrita? Ou é dos meios da contabilidade, publicidade, designer, computação? Existem muitas maneiras de trabalhar com essas habilidades em casa mesmo. Pode prestar serviços como freelancer, onde existem diversas plataformas que oferecem um meio para encontrar pessoas interessadas em te contratar.

Não se esqueça de que é muito importante criar um contrato como freelancer para poder formalizar esse contrato, além de também ter maiores garantias de que vai receber o seu pagamento. 

Existem muitas possibilidades de trabalhos autônomos e que podem ser realizados de casa mesmo. Basta ter conhecimento das suas habilidades e saber explorar como elas podem ser aplicadas para gerar algum tipo de rendimento para você. Não perca tempo e aproveite para viver os seus sonhos.

Pronatec e Senai: a melhor forma de garantir sua qualificação profissional gratuitamente (Foto: internet)

Pronatec e Senai: a melhor forma de garantir sua qualificação profissional gratuitamente

Tanto o Senai quanto o Pronatec são boas maneiras de conseguir uma qualificação profissional de maneira gratuita. Os programas pertencem ao Governo Federal e é responsável por levar diversos jovens para o mercado de trabalho. Ao escolher esse tipo de ensino, há diversas capacitações que podem ser feitas.

Utilizando as duas formas, é possível contar com uma capacitação diferenciada, sendo essa uma maneira de conseguir um espaço no mercado de trabalho. Os cursos que são apresentados são de formação inicial e continuada, até mesmo contando com opção para qualificação profissional.

Pronatec e Senai

Pronatec e Senai: a melhor forma de garantir sua qualificação profissional gratuitamente (Foto: internet)
Pronatec e Senai: a melhor forma de garantir sua qualificação profissional gratuitamente (Foto: internet)

O Pronatec tem como objetivo conseguir ampliar os cursos de educação profissional e também tecnológica através de ações de assistência financeira e técnica. São diversos cursos que são oferecidos e que podem ser utilizados para quem quer uma oportunidade de ganhar a qualificação necessária para entrar no mercado de trabalho.

O público principal para o Pronatec são os estudantes de rede pública no ensino médio, mas vai até para a educação de jovens e adultos. Também é uma oportunidade para os trabalhadores, além de beneficiários de programas como o Bolsa Família. Os estudantes que tenham terminado o seu ensino médio em escola de rede pública também.

Diversas instituições são parceiras do Pronatec, como é o caso das instituições de Rede Federal para Educação Profissional, Científica e Tecnológica. Além das instituições das redes estaduais e municipais. Além disso, tem disponível também os serviços nacionais de aprendizagem, bem como as instituições de ensino superior privadas junto do Bolsa-Formação.

Para poder se inscrever no Pronatec é necessário verificar o site para ver que vagas estão abertas em cada região. Pode ser que não tenha vagas abertas na cidade escolhida, sendo necessário deixar o cadastro atualizado para que as chances que abrirem futuramente não sejam perdidas.

Essa é uma oportunidade muito boa através do Pronatec, conseguindo fazer com que os jovens e adultos que queiram uma oportunidade de emprego, mas que não tem qualificação, consigam o estudo necessário para entrar no mercado de trabalho. Todo o programa é oferecido de maneira gratuita.

Contam com diversos cursos e áreas que podem ser interessantes para as habilidades de cada um, assim como os gostos pessoais. Os cursos são muito bem recomendados e abrem portas de emprego. Confira alguns cursos:

  • Assistente de Costura;
  • Assistente de Crédito e Cobrança;
  • Assistente de Design Têxtil;
  • Assistente de Despachante Aduaneiro;
  • Assistente de Dramaturgia;
  • Assistente de Faturamento;
  • Assistente de Logística;
  • Assistente de Manutenção em Aeronaves;
  • Assistente de Operação de Logística Portuária;
  • Assistente de Recursos Humanos;
  • Auxiliar de Cozinha;
  • Bombeiro Civil;
  • Bombeiro Civil;
  • Cabeleireiro;
  • Cabeleireiro;
  • Controle e Processos Industriais;
  • Copeiro;
  • Desenhista Mecânico;
  • Desenvolvimento Educacional e Social;
  • Eletricista Industrial;
  • Garçom;
  • Técnico em alimentos;
  • Técnico em edificações;
  • Técnico em eletromecânica;
  • Técnico em eletrotécnica;
  • Técnico em informática para internet;
  • Técnico em informática.
  • Técnico em manutenção automotiva;
  • Técnico em mecânica;
  • Técnico em produção de moda;
  • Técnico em química;
  • Técnico em redes de computadores;
  • Técnico em refrigeração e climatização;
  • Técnico em segurança do trabalho;
  • Técnico em vestuário

Fez Enem? Veja os próximos passos

Milhares de alunos de todo o país fizeram o Enem, que é o Exame Nacional do Ensino Médio. Esse processo seletivo é apontado como uma das principais formas de ingressar numa instituição de ensino superior.

Várias instituições públicas e particulares em toda a região do Brasil, já utilizam a nota do Enem como processo de seleção para diversos cursos, inclusive os mais concorridos.

Quando o exame termina, é o momento de pensar nos próximos passos. No entanto, muitas dúvidas surgem quanto ao que fazer com a nota do Enem. Se este for o seu caso, fique atento as dicas que daremos agora.

Veja a nota do Enem

Após fazer a prova do Enem você vai precisar entrar em Enem página do participante para conferir a nota.

Primeiro você acessa o site, e no Enem página do participante você vai precisar digitar o seu CPF e a senha que foi cadastrada anteriormente. Só então você saberá a sua nota, e poderá dar os próximos passos.

Ingresse na universidade pública

A cada dia que passa mais instituições de ensino superior utilizam o Sisu (Sistema de Seleção Unificada) para selecionar novos alunos.

Para poder participar você precisa ter feito o Enem do ano anterior e conseguir tirar uma nota na redação que seja maior que zero. A inscrição do Sisu acontece sempre no mês de janeiro e junho.  

Ingresse na universidade privada

Com a nota do Enem você também pode obter uma bolsa de estudo em alguma instituição particular, por meio do ProUni (Programa Universidade para Todos). Esse programa oferece bolsas de estudo para alunos de baixa renda, porém, que conseguiram tirar uma boa nota na prova.

O programa oferece bolsas integrais, que são aquelas em que a mensalidade é completamente paga ou bolsas parciais, onde metade do valor é pago. Para poder participar do ProUni também é preciso que a sua nota da redação não tenha sido zero, mas os 450 pontos da nota mínima.

Obtenha um financiamento estudantil com juros baixos

Depois de fazer o Enem e tiver acesso a nota, você também vai poder concorrer a um financiamento estudantil com uma pequena taxa de juros, por meio do programa federal Fies (Fundo de Financiamento Estudantil).

Esse programa é um incentivo para o aluno de baixa renda conseguir ingressar no ensino superior em instituições privadas, depois de não conseguir uma vaga no Sisu ou no ProUni.

Depois de alguns ajustes esse programa passou a conceder juros zero para alunos que não tem condições financeiras para pagar mensalidades, chamado de Novo Fies.

Para participar você também precisa ter tirado uma nota mínima de 450 pontos na prova do Enem, além de não ter zerado na redação e cumprir com os outros requisitos que envolvem a comprovação da renda familiar.

Por meio da nota, será feito um processo seletivo para a aquisição das vagas. Suas inscrições ocorrem no primeiro e no segundo semestres.

Aumente a pontuação no vestibular convencional

Diversos vestibulares de instituições públicas recebem a nota da prova do Enem como complementação dos pontos.

Sendo assim, cada universidade estabelece como vai utilizar a nota do Enem para aumentar o desempenho do vestibular.

Então se você fez o Enem, não deixe de aproveitar essas oportunidades para conseguir uma vaga nas diversas instituições de ensino superior do Brasil.

4 profissões que requerem Habilitação do tipo D

Saber dirigir pode não só trazer conforto e a liberdade de ir e vir, mas ser uma opção profissional interessante – unir uma habilidade tão sonhada a uma forma de ganhar dinheiro.

Existem categorias de habilitação para os diversos tipos de veículos e é importante conhecer as exigências para cada uma delas.

Aqui vamos falar de como explorar profissionalmente uma das mais presentes no dia a dia das regiões brasileiras e 4 profissões que requerem Habilitação do tipo D.

E quais as exigências para tirar a Categoria D de Habilitação?

  • Estar habilitado há dois anos na categoria B ou um ano na categoria C;
  • Fazer um curso especializado na condução de veículos de passageiros;
  • Ser maior de 21 anos.
  • Não ter cometido infração de natureza gravíssima ou grave nos últimos 12 meses.

1. Motoristas de Ônibus

Sem dúvida uma das mais presentes e concorridas profissões, presente em todas as cidades, nos sistemas urbanos, intermunicipais e interestaduais de transporte de passageiros.

O sistema interestadual tem o melhor nível salarial, porém com longos períodos de ausência em casa. Por outro lado, os sistemas urbanos das médias e grandes cidades podem ser muito estressantes com o trânsito pesado e a segurança.

As opções tem prós e contras, mas podem ser ótimas oportunidades de aprender a lidar com grandes públicos de clientes e, desta forma, trabalhar em transportes especializados, como micro-ônibus e vans.

2. Motoristas de Micro-ônibus e Vans

Esta é uma atividade que cresce muito nos últimos anos:

  • Como alternativa de transporte onde o sistema urbano não atende satisfatoriamente;
  • Como transporte especializado.

Você pode tornar-se um empreendedor, iniciando com um veículo e atuando em um segmento. Não faltam opções com ótimas possibilidades de retorno e, em comum, todas com alto valor destes serviços no mercado.

Transporte Escolar

Sem dúvida a mais lucrativa, pelo tamanho do mercado. Neste tipo de transporte, é indispensável:

  • Uma ótima capacidade de relacionamento;
  • Uma direção no nível máximo de responsabilidade;
  • Atender as normas de segurança exigidas em legislação.

Transporte de Eventos

É o mercado de transporte de pessoas para festivais, shows ou passeios específicos. Aqui, além das características do Transporte Escolar, soma-se o controle rigoroso de agenda – uma ausência pode custar muitos clientes.

Transporte Executivo

Oferecer transporte coletivo para empresas é uma opção mais econômica e que reduz o problema de logística e pagamento delas. Aqui um ponto importante é registrar como uma empresa ou MEI já que a maioria das empresas tem restrições para pagamento a pessoas físicas.

3. Motoristas de Tratores e Equipamentos Agrícolas

É um segmento onde os cursos de direção são altamente especializados. São equipamentos com atividades muito específicas – as colheitadeiras, por exemplo – e com muita tecnologia embarcada quando comparamos com automóveis e veículos grandes.

Os tratores, ao lado de outros equipamentos como as retroescavadeiras, são fundamentais nas obras de saneamento básico e construção civil, portanto tem uma demanda constante em todas as cidades, especialmente nas obras públicas.

Para os equipamentos agrícolas, o mercado é mais localizado – menos pulverizado – e você pode ser contratado de uma empresa de agronegócio ou de aluguel de máquinas ou por conta própria, vendendo serviços.

4. Motoristas de Caminhões e Carretas

Aqui você pode realmente unir a liberdade de dirigir com uma atividade profissional, pois as estradas são o seu limite.

É uma profissão muito desafiadora pois o caminhoneiro ou carreteiro precisam estar nas mais diferentes localidades, muito sem conhecer as regiões, enfrentando estradas nem sempre boas, jornadas extenuantes e a insegurança de muitos lugares.

A grande maioria dos profissionais são empregados de transportadoras, mas é cada dia mais comum os autônomos.

Sua Habilitação D é preciosa. Não perca a renovação!

O prazer de ganhar dinheiro em uma dessas atividades é grande, porém é sempre importante cuidar da validade da sua habilitação. Existe um processo de renovação que deve ser acompanhado de perto e o ideal é fazer o Simulado Detran RJ assim que a hora da renovação chegar.