Desempregado? Veja estas dicas para economizar enquanto procura uma recolocação no mercado

Desempregado? Veja estas dicas para economizar enquanto procura uma recolocação no mercado

Estar desempregado nunca é um momento simples e nem fácil.
É um grande desafio, principalmente em tempos difíceis como o que o Brasil vive nos últimos anos e com perspectivas ainda pequenas de que o mercado de trabalho melhore. A inteligência em lidar com este momento é fundamental – e pode preservar a saúde física e mental, o que ajuda a manter-se em equilíbrio para buscar as oportunidades.
Você está desempregado? Veja estas X dicas para economizar enquanto procura uma recolocação no mercado.

1. Qualificar-se sempre, mas com baixo custo

Uma palavra de ordem a todas as pessoas desligadas é qualificar-se. Por mais que a pessoa faça cursos enquanto está empregada, o mundo aqui fora exige conhecimentos que só nos damos conta quando olhamos para ele.
É fundamental e é possível gastando bem menos.

Existem portais de conhecimento onde podemos agregar conteúdo, como o Udemy e o Descola, com preços baixos e cursos de ótima qualidade, especialmente em tecnologia.
Além disto, sites de autoridades disponibilizam e-books gratuitos para diversos assuntos.

Assista a live que ensina como ganhar dinheiro na internet

2. Mude seus hábitos e se surpreenda melhorando a vida

É importante readaptar a vida às restrições de não ter alguns benefícios.

  • É possível almoçar fora, mas estabeleça uma meta diária/mensal que seja menor que o benefício no emprego, procure alternativas para atingi-la e controle diariamente.
  • Sobre locomoção, a saúde agradece: ande a pé ao máximo ou com transporte público.Lembre que você não precisa mais das horas e distâncias de carro até o trabalho, pelo menos por enquanto.

São mudanças saudáveis para as finanças, mas também para a qualidade de vida e isto devolve bem estar, que é fundamental para buscar um novo emprego.

3. Tome controle das suas finanças

É comum, estando desempregados, encontrarmos um orçamento pessoal e doméstico maior que a receita. Este desequilíbrio ficava escondido nos pagamentos de salário e bônus.
Algumas ações são essenciais para ter o controle de um recurso que só tende a diminuir enquanto não estamos empregados:

  1. Uma planilha detalhada das despesas mensais, pessoais e familiares.
  2. Controle diário dos gastos. Você vai descobrir ralos invisíveis no dia a dia.
  3. Revisão geral das despesas, cortando ou reduzindo.
  4. Renegociar o que for possível – aluguel por exemplo, cursos, plano de saúde.
  5. Revisões semanais, estabelecendo novas metas.

Para o sucesso deste controle, é fundamental o envolvimento e comprometimento de todos na família, mesmo os mais jovens. Mesmo que a sua renda não seja a principal, ela tem uma importância que vai impactar na realidade familiar.

4. Economize cortando investimentos e cuidando do que é essencial

O desemprego sempre impacta no equilíbrio financeiro e nos planos da família, e exige naturalmente que os investimentos e planos sejam revistos ou congelados.
Vender o automóvel (ou um dos) é uma forma de gerar receita extra e evitar custos. E adquirir outro quando estiver empregado é simples, com o mercado altamente competitivo.

Nestes novos tempos, todo o mercado de trabalho é oferecido pela internet – sites de empregos, de empresas e as redes sociais.

Muitas entrevistas são feitas por Skype e até por celular e, desta forma, é fundamental manter o computador e o smartphone em dia, para que não prejudiquem os contatos.
Porém, com a sofisticação crescentes dos equipamentos, uma tendência é reparar ao máximo, evitando trocas.

O conserto de um smartphone em uma rede de assistência técnica especializada Apple, no Rio de Janeiro e em São Paulo, como a iCaiu, é uma ótima forma de prolongar a vida útil e reduzir ao máximo o custo.

E colaboramos com o meio ambiente, reduzindo a produção de lixo tecnológico.
É uma excelente opção, não é mesmo?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *