Como ser um Jardineiro bem sucedido

Como ser um Jardineiro bem sucedido

Com a mudança de consciência das sociedades a respeito da qualidade de clima nas grandes e médias cidades – motivado principalmente pela vida cada dia mais confinada aos condomínios – um profissional cada dia mais valorizado e procurado é o Jardineiro.

Precisamos promover o crescimento das áreas verdes, por uma questão de saúde pública – trazer para o meio do cinza um sopro de natureza – e também de qualidade de vida de uma forma ampla. Funciona como uma terapia para ambientes tão sufocantes no concreto.

As pessoas também buscam, dentro de suas residências, espaços para decoração e leveza.

Por estes motivos, o mercado de Jardinagem cresce tanto nos últimos anos e continua promissor.

Vamos falar aqui de como ser um Jardineiro bem sucedido, os diversos aspectos que envolvem esta profissão e o quanto ela pode ser lucrativa e prazerosa. Afinal, como não se sentir feliz lidando com a Natureza?

Jardinagem é bem mais do que jardins

A gente tende a lembrar das imagens de jardineiros tradicionais que vimos aos longos dos anos e sempre foram profissionais muito dedicados. Mas hoje em dia, ser um Jardineiro é algo muito maior do que cuidar de canteiros de flores.

Elas continuam sendo o produto nobre da profissão, mas hoje em dia um Jardineiro qualificado pode atuar em uma grande variedade de atividades, entre as quais:

  • Plantio de outras espécies decorativas, árvores e arbustos.
  • Criação e manutenção de canteiros, gramados, forrações, maciços, cercas-vivas.
  • Podas e prevenção de pragas em projetos diversos.
  • Orientar clientes para os pequenos cuidados diários.

Como podemos ver, é um setor bem mais diversificado e com possibilidades de ganhos de variados níveis – mas também exige um perfil muito específico e muita qualificação.

O perfil de um profissional de Jardinagem

O Jardineiro é um profissional que entra nos ambientes onde vai trabalhar e lida com um aspecto da vida das pessoas que está muito ligado ao prazer pessoal. Desta forma, ele precisa ter um perfil que trafegue entre o canteiro e o cliente da melhor forma.

  • Ter boa capacidade de relacionamento e comunicação.
  • Gostar muito de lidar com flores, plantas e solos.
  • Cuidadoso e atento aos detalhes.
  • Cumprir compromissos ou preocupar-se em reagendar com antecedência.
  • Ter a qualificação necessária para atender as necessidades de cada cliente.
  • Saber discutir com os clientes sobre as melhores opções em cada caso.
  • Ter noções de Paisagismo, que é uma área intimamente ligada à Jardinagem (e muitas vezes é confuso para os clientes fazer a distinção).
  • Ter asseio pessoal e com o local de trabalho.

O regime de trabalho da Jardinagem

É possível trabalhar como funcionário de uma empresa especializada ou de serviços terceirizados (algumas atende Jardinagem de empresas), mas talvez o grande ganho esteja em ser Autônomo nesta profissão.

Você poderá trabalhar dominando a própria agenda, fazendo horários especiais (e o que mais surge em Jardinagem são os horários alternativos para clientes que querem acompanhar os trabalhos) e ganhando toda a renda do trabalho.

Uma dificuldade natural de ser autônomo é formar a cliente no começo, por isso é importante pesquisar bem as áreas onde haja clientes em potencial – regiões com condomínios, grandes projetos de urbanismo). A partir daí, o boca-a-boca será o grande cartão de visitas para conquistar mais clientes.

Mas fica uma dica: invista em uma página de Facebook para interagir com possíveis clientes na rede de relacionamento e de Instagram para publicar seus trabalhos – não há melhor lugar no mundo digital para formar um currículo (mas chame de portfólio).

Com sucesso e uma demanda cada vez mais, considere abrir uma pequena empresa e contratar profissionais com as mesmas qualificações e perfil e tornar-se empreendedor.

A qualificação em Jardinagem

Não é obrigatório ter ensino médio ou superior completo, mas a Jardinagem exige uma qualificação específica grande.

Existem diversos bons cursos em todas as cidades e o SENAC é uma referência em curso de Jardinagem. Além disto, há cursos online avulsos ou em plataformas como o Hotmart e o Descola.

O importante é uma pesquisa detalhada das opções, principalmente sobre o programa dos cursos. Comparar é importante para ver qual opção é a mais abrangente e valha o investimento. Olhe com atenção os cursos que também falam de técnicas de apresentação e negociação e de elaboração de currículo/portfólio.

Uma ótima forma de agregar mais conhecimento (e gratuito) são os sites especializados, principalmente em plantas e flores específicas, como este link onde você pode aprender como cuidar de Orquídeas. Você estará sempre atualizado.

Uma dica: um bom curso (básico) em Paisagismo é interessante, porque prepara para um mercado que também pode trazer bons lucros no futuro e permite que você atenda clientes sobre dúvidas básicas de paisagismo – e entenda melhor o que um paisagista define.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *