5 dicas para trabalhar com aluguel de materiais para festas!

5 dicas para trabalhar com aluguel de materiais para festas!

O segmento de aluguel de itens para festas tem crescido muito nos últimos anos, movido principalmente pela comodidade e praticidade.

Podemos montar uma festa alugando praticamente tudo que for necessário, dos painéis – com diversos temas – e peças decorativas em festas infantis até cadeiras e mesas em festas em geral.

Cada festa tem o seu perfil de necessidades e é perfeitamente possível montar um negócio que atenda cada um desses perfis. O maior ganho para os clientes é financeiro: não investir em itens que muitas vezes serem usados apenas uma vez.

E um ponto muito positivo sobre o mercado consumidor deste negócio: não só pessoas dispostas a montar a própria , mas também casas de festas e empresas organizadoras de eventos também preferem, muitas vezes, alugar do que criar estoques de itens para a grande diversidades de temas.

E como podemos iniciar e ter eficiência neste segmento?

Vamos falar de 5 dicas para trabalhar com aluguel de materiais para festas

1 – Defina claramente quem será o seu público-alvo

Para o mercado de aluguel de itens para festas, os clientes em potencial são as casas de festas, empresas de organização de eventos e pessoas físicas. Podemos ver que é um universo muito grande.

Cada nicho tem necessidades de quantidade, de itens e urgência distintas e trabalhar com todas eles ao mesmo tempo pode prejudicar o atendimento em todos também.

Para pessoas físicas, basicamente são os utensílios de festas adultas e infantis. Para casas de festas e organizadores de eventos, a quantidade será muito diferente e a urgência também, são empresas que vão atender outros clientes. A dinâmica de negociação e atendimento também muda bastante.

O recomendado é escolher um nicho e desenvolver o negócio por um bom tempo até que se tenha experiência e domínio suficientes para incluir mais um público-alvo.

2 – Escolha com atenção a sua linha de produtos

Não é indispensável que você atenda todos os itens de uma festa. Você pode escolher atender apenas mesas, cadeiras e equipamentos, ou utensílios e peças de decoração ou todos os itens.

Conforme a linha de produtos escolhida, serão tomadas as decisões seguintes – o público-alvo, o tamanho do ponto comercial, a logística de entrega.

3 – Defina com clareza o seu público-alvo

Este ponto é crucial: se você vai alugar para pessoas físicas ou para casas de festas, a forma de definir o perfil deste público muda completamente. Cada um tem fatores de pesquisa para mapear e descobrir se ele tem uma dimensão que viabiliza o perfil do negócio definido.

Você pode descobrir que não tem mercado grande o suficiente para explorar e ter o retorno de faturamento e lucro que deseja. Então pode ser a hora de redefinir o nicho ou a abrangência de atuação para chegar no público-alvo.

Ou seja, o seu modelo de negócio pode mudar completamente na hora que descobrir o tamanho do seu mercado.

4 – Conheça a sua concorrência

É o momento de descobrir que vai disputar clientes com você, o que eles oferecem e quais os pontos fortes e fracos. Você pode descobrir formas de atendimento e produto que te diferenciem.

5 – Planeje cuidadosamente o tamanho da sua loja

Conforme o nicho definido, você determinará o espaço que vai precisar.

É um negócio que você pode conduzir em home office, com uma economia grande em custo de implantação e despesas operacionais. Porém, pesquise o seu condomínio, vizinhança e até mesmo a prefeitura podem ter restrições.

Pensando em uma expansão futura, projete um imóvel com o maior espaço possível, assim você evita mudanças – que têm um custo alto.

 

Veja aqui opções de cadeiras plásticas antes de começar a investir no seu negócio.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *